Remédio para ansiedade

A ansiedade é considerada uma emoção normal em todos nós seres humanos, sentir – se ansioso é natural, e com certeza você já teve esse sentimento antes.

Geralmente o sentimento de ansiedade está associado com decisões difíceis, uma prova importante, ou mesmo de forma anterior a aquela esperada viagem.

A ansiedade por vezes até é positiva, em algumas situações, pois pode te preparar melhor, e em outros casos, pode te atrapalhar. Tudo depende da forma que ela se manifesta pra você, e como você lida com ela.

A ansiedade quando apresentada de forma excessiva pode vir a se tornar doença, chegando a um distúrbio de ansiedade, ou outras coisas. E pra isso é preciso um tratamento, incluindo ação medicamentosa.

Remédio para Ansiedade

O que é a ansiedade?

Introduzimos a ansiedade como um sentimento global, agora é hora de sabermos sobre os sentimentos ansiosos mais graves.

Pessoas que manifestam ansiedade de forma excessiva apresentam uma grande preocupação, e até mesmo um medo extremo de situações simples do dia-a-dia, além disso a ansiedade vem atrelada a sintomas físicos, que podem atrapalhar todo o dia-a-dia.

Podemos dizer que a ansiedade é algo bem próximo da preocupação, sendo então um aspecto do medo, um temor que as coisas saiam diferente do nosso planejamento, e etc.

Tudo isso pode ser visto como natural, como já citamos! Mas a manifestação de forma exagerada, é que pode causar diversos prejuízos, pois pode começar a surgir medos específicos ou até mesmo medos irreais.

Biologicamente falando, a ansiedade é a resposta do corpo, que indica fuga, mais ou menos como um reflexo. Assim, ela é considerada uma reação ao estresse e também as situações de perigo, e por conta dessa reação biológica é que podemos ter os sintomas físicos.

Veja também: Vertigem – o que é e como tratar

Sintomas de ansiedade

Os sintomas da ansiedade são muitos, e eles que vão atrapalhar o cotidiano de qualquer pessoa, como exemplo temos:

Sintomas psicológicos

Apresenta medo, tensão, nervosismo, sensação de algo ruim prestes a acontecer, problemas de concentração, medo constante, descontrole sobre os pensamentos, preocupação exagerada, pensamentos irreais ou de baixa probabilidade, insônia, irritabilidade, agitação no corpo.

Sintomas físicos

Já os sintomas físicos são marcados por dor no peito, aumento das batidas cardíacas, respiração ofegante, falta de ar, sudorese, tremor em alguma parte do corpo, boca seca, náuseas, sensação de cansaço, fraqueza, tensão muscular, dor de barriga ou diarreia.

Há também a ansiedade que se torna um transtorno do pânico, e nesse caso os sintomas podem ser diferentes, e ainda mais graves.

Muitas pessoas ao saberem sobre a ansiedade querem descobrir o porque são tão ansiosas, mas ainda não há uma resposta concreta contra a isso, mas já sabemos que há alguns fatores envolvidos, como a genética, o histórico familiar, o ambiente ou mesmo algum evento traumático ou muito estressante.

Há também problemas físicos que podem estão diretamente ligados a ansiedade, como dores crônicas, problemas cardiovasculares, problemas respiratórios, abuso de drogas e álcool, ou mesmo infecções!

Todas essas doenças podem trazer a sensação de ansiedade, quando na verdade são sintomas presentes nas doenças em questão, por isso é sempre bom procurar um médico para que o diagnostico diferencial seja feito.

Ansiedade é grave?

Depende. Falar sobre gravidade nesses casos é complexo, pois pode ser que a ansiedade esteja ligada somente aquela fase da vida do sujeito, por exemplo, e quando tudo isso passar a ansiedade vai passar junto.

Também há ansiedades que não apresentam sintomas, ou que a própria pessoa consegue controlar.

Mas também há aquelas de difícil controle, que pode levar a distúrbios ou mesmo a outras doenças psiquiátricas, e nesse caso é considerado grave.

Muitas pessoas banalizam o sentimento ansioso constante, mas é uma doença, é para que não aconteça a evolução é preciso procurar ajuda!

Mediante a tudo isso podemos concluir que a ansiedade é uma doença grave, dependendo de sua manifestação, já que pode atrapalhar a rotina do individuo e a sua qualidade de vida. 

Tem cura?

Uma pessoa que é diagnosticada como tendo ansiedade exacerbada, sendo em distúrbios ansiosos ou mesmo crise do pânico, é uma pessoa que não pode falar de cura.

Qualquer doença psiquiátrica não é considerada como curada. O que pode acontecer é a remissão de sintomas, que podem não aparecer nunca mais, ou que podem aparecer em situações que o cotidiano desencadeou. Mas não pode-se falar em cura.

Mas isso não significa que você vai precisar conviver com a doença pra sempre, e sim em alerta para que novos episódios não aconteçam.

Ansiedade

Como aliviar?

A melhor forma de aliviar a ansiedade é com tratamento médico, se o psiquiatra julgar necessário, meditação, exercícios físicos, exercícios de respiração, e tratamento psicológico.

Cada uma dessas ferramentas vai ter uma atuação para que a ansiedade seja aliviada, ou mesmo para que os sintomas sumam! Por isso é importante investir em uma dessas ações, ou até mesmo em todas.

Remédios caseiros para ansiedade

Se a sua ansiedade é leve e só dá as caras naquele dia antes da prova final você pode fazer soluções caseiras para aliviar os sintomas, e conseguir pensar racionalmente sem sentir ansiedade dentro de si.

Suco de maracujá

Suco de Maracujá

O suco de maracujá é perfeito para acabar com a ansiedade, você pode o tomar diariamente. E a boa notícia é que é super fácil de fazer.

Você vai precisar de:

  • 100 ml de água;
  • 100 ml de polpa de maracujá;
  • Mel a gosto.

Depois bata a polpa de maracujá no liquidificador por cerca de 3 segundos, depois coe para que as sementes fiquem de fora, e coloque a água e o mel.

Como se trata de uma solução natural não tem contraindicações, podendo ser até mesmo utilizado em casos de ansiedade infantil, ou até para complementar os medicamentos receitados.

Erva cidreira

Erva Cidreira

Outra solução caseira e muito importante é a erva cidreira, que é considerada uma planta medicinal para ajudar a acalmar e relaxar o seu sistema nervoso.

Para fazer a solução é precis,

  • 1 colher de chá de camomila;
  • 1 colher de chá erva cidreira.

Para fazer você deve colocar as ervas em um recipiente, cobrir com água fervendo e depois tampar! Quando amornar coe a solução e beba a seguir, durante várias vezes ao dia.

Medicamentos para ansiedade 

Os medicamentos para a ansiedade são vendidos somente mediante receita! É muito importante seguir todas as recomendações do médico psiquiatra quando ao uso desses remédios, pois não são fracos, e necessitam de acompanhamento constante.

Antidepressivos: Sim, os antidepressivos são utilizados para tratar de sintomas e transtornos ansiosos, isso porque ele tem uma boa atuação com a serotonina. Além disso são sugeridos para tratamentos mais prolongados, para que a dependência seja menor.

Ansiolíticos: Os ansiolíticos são medicamentos que vão agir de diversas formas, vai depender do neurotransmissor que atuam.

Os considerados “tarja preta’’ são utilizados na fase mais aguda da doença, para aliviar sintomas físicos, e agir no sistema GABA. O ruim é que esses medicamentos atuam mais nos sintomas, não melhorando a causa da depressão.

Antipsicóticos: E por fim os antipsicóticos podem ser utilizados dentro do período mais crítico de quadros ansiosos, mas também atuam mais nos sintomas do que na causa.

Para tratar a causa o ideal é a psicoterapia!

Links úteis & Referências

https://www.miguellucas.com.br/
https://www.clinicadamente.com/tratamentos/ansiedade/
https://www.saudecuf.pt/mais-saude/doencas-a-z/ansiedade

Dor no joelho

A dor no joelho pode ser bem chata e também incômoda, ela pode surgir por vários motivos, desde uma lesão feita em algum momento esportivo, como pode ser o sinal de algo mais grave, principalmente quando nos impede de caminhar ou piora com o passar dos dias.

Em caso de dificuldade para caminhar ou piora é necessário consultar um médico para que seja realizado todos os exames para o diagnostico, e também para o tratamento adequado, que pode não ser tão simples nesses casos.

A boa notícia é que dores no joelho não costumam ser sinais de nada grave. Para saber mais detalhes sobre o assunto continue em nosso artigo de hoje.

Dor no Joelho

O que pode ser a causa da dor no joelho?

Dor na lateral

A dor na lateral pode acontecer depois da prática de algum esporte como a corrida. Além disso pode ser uma síndrome da banda iliotibial, que é facilmente resolvida.

Dor na parte interna

A dor na parte interna no joelho pode acontecer devido alguma pancada ou queda. Você vai perceber um inchaço na região.

Dor na parte de trás

Essa dor pode vir pelo cisto de Baker, que é um pequeno inchaço que surge quando você faz muito agachamento ou quando dobra os joelhos.

Dor na frente do joelho

Quando for assim é necessário ter atenção, pois pode ser uma condromalacia patelar associada a dor.

Dor no joelho nas primeiras horas do dia

Essa dor pode ser bem comum depois dos 40 anos, e pode ter relação direta com artrites, já que está presente pela manhã e depois melhora com movimentos.

Dor no joelho ao agachar

Para esse tipo de dor o mais comum é um desgaste na articulação que causou lesão no menisco.

Dor no joelho ao caminhar

Se você tem uma sensação incomoda e dolorida ao caminhar isso pode indicar um desgaste.

Dor no joelho ao dobrar a perna

O aparecimento de dor na região pode ter relação com presença de lesão no menisco.

Dor no joelho ao esticar a perna

A dor nessa região pode ter relação com lesão no tendão ou algum rompimento patelar.

Dor em todo joelho

Pode indicar trauma direto, contusão, torção ou ruptura.

Dor no joelho ao subir escada

Tem relação com artrose ou lesão no menisco.

Dor no joelho ao descer escada

Tem relação com lesão na região da patela.

Dor no joelho sem presença de inchaço ou de trauma

Tem relação com hemofilia, artrite reumatoide ou infecção.

Dor profunda no meio do joelho

Tem relação com alguma ruptura de ligamentos.

Como podemos observar a dor no joelho pode estar relacionada a muitas coisas, pois tudo vai depender do local que dói, da intensidade e também de quanto tempo aquela dor está presente.

Como tratar?

Geralmente as dores no joelho podem ser tratadas com o uso de anti inflamatórios, que devem ser usados depois de uma indicação do médico, mesmo a maioria sendo vendido sem receita a auto-medicação não é indicada.

As pomadas podem ser compradas na farmácia e utilizadas em qualquer momento, as mais indicadas são as do tipo Gelol ou Camilnex, elas podem trazer um alívio quase que imediato as dores no joelho.

Além disso, há remédios naturais, como fazer uma compressa de gelo e deixar na região até que as dores sejam aliviadas, ou consumir alimentos que possam combater a inflamação como a chia, e os chás.

Repousa o joelho também é necessário para que aconteça o alivio dos sintomas.

Pomada para queimaduras

Quem já sofreu de queimadura sabe o quanto é uma lesão chata e dolorida, mas é bem comum, sendo considerada uma das lesões mais comuns feitas de forma doméstica.

A lesão em questão acontece mais em crianças, segundo estatísticas, já que elas podem manusear utensílios fora da presença dos pais! O termo “queimar” é bem mais amplo do que a sensação de queimação em si.

As queimaduras são caracterizadas por lesões cutâneas graves, que faz com que as células sejam afetadas e morram.

A recuperação da queimadura depende das consequências que elas vão ter pra saúde, e também do grau!

Por isso em nosso artigo de hoje você vai saber tudo sobre esse assunto. Confira.

Pomada para queimaduras

O que são e para que servem?

Em primeiro lugar vamos falar sobre as pomadas para queimaduras! As pomadas são compostas por materiais mais gordurosos, assim como a parafina líquida ou a vaselina.

Devido a consistência que apresenta fica difícil espalhar pelo corpo todo, sendo ideal para passar em locais específicos e espalhar somente em pequenas áreas.

As pomadas vão depender da finalidade, já que existem inúmeras, e para diversos casos. No caso das queimaduras elas vão agir para a regeneração da pele, e servem como tratamento. 

O que são queimaduras?

As queimaduras são lesões a pele e em outros tecidos que são causadas pelo calor, pela eletricidade, por substâncias químicas, por atrito ou por radiação.

A maioria dos casos registrados por queimaduras são causadas pelo contato com fogo, ou com objetos que estão bem quentes. O maior fator de risco das queimaduras ocorridas estão na falta de segurança na cozinha, ou mesmo em locais de trabalhos perigosos.

Outra forma de se queimar facilmente é através do uso do álcool e do cigarro. Outra forma de acontecer a queimadura é por automutilação e violência entre as pessoas.

Graus de queimaduras

Graus de queimadura

Existem vários graus de queimadura, a de primeiro grau afeta somente a cama superficial da pele, e são chamadas de primeiro grau. Essas são as mais simples e também as mais fáceis de serem tratadas, pois elas causam somente uma vermelhidão na pele, geralmente elas não vem acompanhadas de bolhas ou mesmo de dores. A dor acontece na hora da queimadura, mas não costuma persistir.

Depois, temos as queimaduras de segundo grau, que são lesões que vão afetar algumas camadas mais profundas e inferiores da pele, assim causando uma profundidade parcial.

Nesse tipo de queimadura as bolhas estão presentes, e isso faz com que fique muito doloroso todo o processo, nesses casos a cicatrização também pode demorar muito mais, podendo chegar até há 8 semanas, e deixar marcas permanentes na pele.

Temos também as queimaduras denominadas de terceiro grau, elas são indolores e a parte queima apresenta-se de forma rígida. Na maioria dos casos onde há queimaduras de terceiro grau, é necessário intervenção médica para que aconteça a cicatrização.

E por fim, temos as queimaduras de quarto grau, que são sem dúvidas as mais graves, atingindo ossos e tendões, essas queimaduras se apresentam na cor preta, e pode levar a perda da parte queimada. Aqui também é necessário acompanhamento médico.

Tratamento de queimaduras

O tratamento necessário vai depender da gravidade da queimadura, as de primeiro grau e segundo grau por se tratarem de algo mais ‘’leve’’ podem ser tratadas com analgésicos, pomadas, soluções caseiras, etc.

As queimaduras mais graves devem ser tratadas no hospital, podendo até mesmo levar a um internamento para que todos os procedimentos hospitalares sejam aplicados. Geralmente essas queimaduras necessitam de tratamentos cirúrgicos, ou mesmo enxertos de pele. Além disso elas geralmente vão precisar de hidratação intravenosa por conta da resposta inflamatória.

As complicações mais comuns de toda e qualquer queimadura são as infecções, principalmente as mais graves, que podem levar a doenças mais graves se as vacinas não estiverem em dia.

Você deve consultar um médico sempre que a queimadura afetar uma grande área da pele, mais de três polegadas! A queimadura que passa pelo rosto, ou em grande parte de partes como:

Joelho, tornozelo, pé, espinha, ombro, cotovelo ou antebraço. 

Queimaduras são graves?

Como podemos ver a gravidade da queimadura depende mais do seu grau. Há aquelas que não vão apresentar nenhum tipo de gravidade, e há aquelas que podem apresentar cirurgias, internações, marcas pra vida toda, e etc. Como vimos anteriormente.

De qualquer forma, mesmo se a queimadura se mostrar pequena ou leve, você deve cuidar imediatamente para que nada aconteça, pois elas podem se transformar em algo mais grave.

Pomadas mais eficazes para queimadura

Para quem deseja fazer o tratamento com pomada há diversas opções dentro do mercado, mas antes é necessário ter certeza do seu grau de queimadura, por isso preste atenção se há bolhas, dor, onde foi queimado, e etc.

Bepantol

A Bepantol é uma pomada bem conhecida para diversas coisas, ela consegue atuar protegendo e nutrindo a pele, assim ela vai ajudar na cicatrização e também vai estimular a regeneração.

Quando aplicar a pomada?

Essa pomada deve ser aplicada em queimaduras de primeiro grau, onde as bolhas não foram formadas.

Precisa de receita médica?

Bepantol é uma pomada que pode ser comprada livremente na farmácia, sem a necessidade de receita médica.

Quanto tempo usar?

Você deve passar a pomada na área queimada até 3 vezes ao dia, por pelo menos 5 dias.

Nebacetin

Essa pomada é composta por dois antibióticos, o sulfato de neomicina e bacitracina, na queimadura elas vão atuar na prevenção do desenvolvimento de bactérias, e também vão ajudar na cicatrização da queimadura.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para os primeiros sinais de infecção, como pus ou mesmo inchaço excessivo.

Precisa de receita médica?

Mesmo com a composição de antibióticos a pomada não necessita de receita médica para ser comprada.

Quanto tempo usar?

Você deve a aplicar de 2 até 5 vezes ao dia, sempre com ajuda de um gaze. Isso deve se repetir por pelo menos 7 dias.

Esperson

O Esperson é uma pomada composta por anti – inflamatório e também por antibiótico. Em sua composição é possível encontrar Desoximetasona e sulfato de neomicina.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para ajudar na cicatrização e também para evitar que infecções aconteçam, além disso é indicada para queimaduras de primeiro grau, somente.

Precisa de receita médica?

Para comprar Esperson não é necessário receita médica.

Quanto tempo usar?

A pomada pode ser passada pela área queima de 1 a 2 vezes durante o dia, e deve ser utilizada por pelo menos 7 dias, ou até que a queimadura melhore.

Dermazine

E por fim, uma forma eficaz de tratar queimaduras é pomada dermazine com ação antimicrobiana, que tem em sua composição Sulfadiazina de Prata.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para que aconteça a prevenção de infecções, e também para que aconteça o auxilio da cicatrização. É indicada para queimaduras de primeiro grau.

Precisa de receita médica?

A pomada não precisa de receita pra ser utilizada.

Quanto tempo usar?

A pomada deve ser usada de 1 a 2 vezes por dia, durante 7 dias.

Como vimos as pomadas são indicadas para queimaduras mais leves, outro tipo de queimadura deve ter sua forma de tratamento adequada.

Veja também:

Remédio caseiro para a tosse

A tosse é um sintoma chato, que vira e mexe está nos acompanhando, e atrapalhando a nossa vida. Em nosso artigo de hoje você vai conhecer mais sobre os possíveis sintomas e causas da tosse, além de saber a melhor forma de aliviar e cuidar. Confira.

O que é a tosse?

A tosse nada mais é do que um reflexo natural do nosso corpo, que pode eliminar qualquer irritação pulmonar! Porém, depende de que tipo de tosse estamos falando, pois a característica da tosse pode indicar muita coisa.

A tosse nada mais é do que o resultado da contração da musculatura do tórax, aumentando assim o ar sobre o pulmão. Tem também um som muito característico que é produzido graças ao reflexo da tosse que pode ser expelida até 160 km/h se houver secreção.

O que pode ser?

Para saber o que pode ser devemos dividir as tosses e as suas possíveis causas, por exemplo.

Tosse Seca

  • Problemas cardíacos: Um dos sintomas de quem está sofrendo de doença cardíaca é a tosse seca que é bem persistente.

Nessa tosse não é encontrada nenhuma secreção, e pode piorar em alguns momentos, como a noite ou quando se está deitado. Além disso se nenhum medicamento consegue acabar com essa tosse, temos outro indício de doenças cardíacas;

  • Alergia: A alergia respiratória costuma também estar associada com muita tosse seca, especialmente quando a pessoa é exposta em poeiras, ou estações como o outono e a primavera;
  • Refluxo: O refluxo gastroesofágico pode causar tosse seca, principalmente depois que acontecer a ingestão de alimentos, principalmente apimentados ou ácidos. Dessa forma a pessoa pode tossir sem parar;
  • Cigarro e poluição ambiental: Outra forma de tosse seca é a presença da fumaça de cigarro, e da poluição, que pode causar uma tosse bem seca e que persistente, que irrita as vias aéreas.

Tosse com catarro

Quando a tosse vem acompanhada do catarro, as principais causas podem ser:

  • Gripe ou resfriado: A gripe e o resfriado são as formas mais comuns de tosse com a presença de catarro, principalmente quando acompanhados de cansaço, mal estar, espirros e outros sintomas característicos;
  • Bronquite: Já a bronquite é caracterizada pela presença de uma tosse forte e com catarro! O catarro é espesso, está em pouca quantidade e pode demorar até 3 meses para passar. Ou seja, bem persistente, e requer uma série de cuidados;
  • Pneumonia: A tosse com catarro também é bem caracterizada dentro da pneumonia, principalmente se associada com febre, dor no peito, dificuldade para respirar, e etc.

Tosse com sangue

A tosse com sangue pode assustar muitas pessoas, e está presente nos seguintes quadros:

Tuberculose: Um dos principais sinais da tosse com catarro são as pequenas quantidades de sangue, além disso a tosse não passa mesmo com remédios e dura mais de 3 semanas! A tuberculose é uma doença grave e séria que precisa ser tratada de forma rigorosa.

Sinusite: No caso da sinusite temos a presença de sangue pelo nariz, podendo escorregar pela garganta, e se a pessoa tossir, pode parecer que está saindo do pulmão. Nesses casos o sangue não está em grandes quantidades.

Pessoas que utilizam sondas: E por fim as pessoas que utilizam sondas podem ferir a sua garganta, e com isso pequenas gotas de sangue estarem presentes na tosse. Geralmente é um sangue vermelho e bem vivo.

É grave?

Depende! Como vimos há diversas tosses e cada uma delas pode ter a sua causa, por isso é muito difícil falar sobre gravidade!

Por isso é importante prestar atenção em outros sintomas associados com a tosse, também observar o quanto ela pode ser persistente, pra procurar um médico e esclarecer o que está acontecendo.

Como aliviar?

Uma das formas de aliviar a tosse é indo ao médico para que aconteça o diagnostico, e ele possa sugerir o tratamento mais adequado, os remédios caseiros que vamos colocar a seguir, também podem fazer com que aconteça o alivio.

Mas para além disso há outras ações, como:

  • Não dormir com os cabelos molhados;
  • Sempre manter os pés bem aquecidos com a ajuda de meias;
  • Manter – se bem hidratado, bebendo grandes quantidades de água;
  • Evitar permanecer em locais onde estejam correntes de ar;
  • Se vestir de acordo com a temperatura do dia;
  • Evitar ficar em locais com poeira;
  • Evitar fumaça de cigarro e fumaças no geral.

Remédio caseiro para a tosse 

Há diversos remédios caseiros para a tosse, e você vai conferir agora algumas receitas.

Chá de gengibre e limão

Chá de Gengibre e Limão - Remédio Caseiro para a tosse

O chá de gengibre e limão é ótimo, pois possui propriedades anti – inflamatórias, fazendo com que reduza a irritação da garganta, dos pulmões, além de descongestionar as vias aéreas. Por ser natural não apresenta efeitos colaterais.

Os ingredientes são:

  • 140 gramas de raiz de gengibre;
  • Suco de 2 limões;
  • ½ litro de água.

Para fazer é necessário ferver o gengibre e a água com fogo brando, até que seja possível misturar para que seja reduzido o volume inicial! Depois desligue o fogo, coe e junte com o suco feito com os limões! Se desejar adoçar utilize mel.

Você deve tomar 1 colher de sopa desse chá a cada 4 horas, sempre que a tosse persistir.

Remédio caseiro para a tosse com suco de guaco com cenoura

Suco de Guaco de Cenoura - Remédio Caseiro para a tosse

Sem dúvidas outra ótima opção é o suco de guaco com cenoura, ele possui propriedades expectorantes que ajudam a eliminar o excesso de catarro, fazendo com que você respire melhor.

Para fazer o suco você deve ter:

  • 5 folhas de guaco;
  • 1 cenoura;
  • 2 ramos de hortelã.

Para fazer é necessário misturar tudo no liquidificador, depois coar e adicionar 1 colher de chá de mel. Beba várias vezes durante o dia para aliviar os sintomas e mandar a tosse embora.

Medicamentos para tosse

Os medicamentos tem a ação de aliviar todos os sintomas que causam a tosse, além de aliviar, eles tem o poder de eliminar a tosse, mas claro, sempre devemos lembrar que existe diversos tipos de tosse.

E todos esses medicamentos devem ser comprados com receita, e sob orientação do médico, só ele pode indicar a duração do tratamento, a tosse, a causa, entre outros detalhes.

Há alguns remédios bem indicados quando o assunto é tosse, como por exemplo, a codeína, zyplo, clobutinal, e até mesmo pastilhas para aliviar os sintomas. Aqui estamos falando de uma tosse mais secas.

Já para tosses com catarro devemos ter remédios que facilitem a eliminação e consiga reduzir a obstrução das vias aéreas, como tosse a sensação de falta de ar.

Os remédios mais indicados são, Sedavan, Mucolin, Bontox, Xarope Vick, Fluimucil.

Lembrando que há algumas causas de tosse que só vão passar quando a doença por tratada, por exemplo, as tosses associadas com doenças cardíacas.

Nesse caso não adianta tentar nenhuma solução, pois a tosse está mais ali como um sintoma, e você precisa aguardar que a doença do coração esteja estável, para que os sintomas possam ser remetidos.

Por isso está o erro em se auto-medicar, você pode estar ingerindo remédios que não tenham relação com o que você realmente tem.

Veja também:

Dietas para Emagrecer Rápido

Quem não deseja ter rápidos resultados no seu processo de emagrecimento? Por isso vamos dar dicas de dietas onde é possível emagrecer de forma rápida, e o melhor sem perder a saúde.

Você vai conferir também diversas receitas para emagrecer rápido, e o melhor, de forma saborosa!

Dietas para Emagrecer Rápido

Dieta cetogênica

Dieta Cetogênica - Dieta para Emagrecer Rápido

A dieta cetogênica visa diminuir a quantidade de carboidratos ingeridos, para que nosso corpo consiga fazer um processo natural chamado ‘’cetose’’ onde o próprio corpo queima gordura como se fosse combustível.

Para explicar melhor a cetose acontece em nosso corpo quando os níveis de glicose no sangue são diminuídos ou escassos, e essa glicose é proveniente da alimentação.

Quando esse processo acontece o corpo começa quebrando as gorduras em ácidos graxos e glicerol e tudo isso acaba sendo transformado em corpos cetônicos no fígado, e justamente esse processo que deu o nome para a dieta.

Em resumo, a dieta através da sua alimentação restrita e cuidadosa consegue fazer com que o metabolismo utilize as gorduras vindas da alimentação e também as gorduras que foram armazenadas no corpo para ser a nossa principal fonte de energia.

A regra geral da deita é limitar o consumo de carboidratos e também de açúcar. E moderar a quantidade de proteína.

Dieta da proteína

Dieta da Proteína - Emagrecer Rápido

Como o nome já nos remete a dieta da proteína se baseia no consumo de fontes de proteínas, como por exemplo, carnes e novos. Além disso a dieta elimina alimentos que são ricos em carboidratos, como massas e pães.

Para que acontece o emagrecimento as proteínas escolhidas devem ter pouca gordura, por exemplo, deve – se optar por um frango do que por uma carne vermelha pra ser a fonte de proteína.

Esse método funciona a medida que a ausência de carboidratos em nosso organismo faz com que queimamos mais gordura. Por isso o emagrecimento acontece de uma forma rápido e eficaz, e justamente esses rápidos resultados que conquistou tanto o público.

Pela falta de carboidratos no organismo é absolutamente normal ter alguns sinais de fraqueza, e até tontura, isso porque seu organismo está se habituando a ficar sem essa fonte de energia, mas esses sinais costumam passar depois de 4 dias, porque o nosso organismo começa a se acostumar com a falta de carboidratos.

Além disso essa dieta possui um alto valor biológico, pois se baseia na ingestão de alimentos proteicos. Lembrando que para atingir os resultados é preciso seguir a dieta á risca, ela costuma ser bem restrita.

Por isso antes de iniciar é preciso ter foco, e estar preparado para uma mudança radical no quesito alimentação. Porém, para que a dieta fique um pouco mais fase criou – se um modelo que é divido em etapas, e dura cerca de 14 dias.

Essa dieta deve ser seguida somente por esse tempo, já que restringe muita coisa. E depois desse tempo pode começar a fazer mal para a saúde.

Se seguida corretamente estima – se que você pode perder até 7 kg em 14 dias de dieta. O valor pode ser mais ou menos, pois depende também de fatores genéticos.

Receitas

Escondidinho de couve flor Low Carb

Ingredientes:

  • 600 g de couve – flor;
  • 300 g de peito de frango;
  • 100 g de requeijão;
  • 4 dentes de alho picados;
  • 1 colher de chá açafrão;
  • 10 g de pimenta caiena;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1 cebola ralada;
  • 100 g de queijo parmesão ralado.

Modo de fazer: Comece cozinhando o frango, quando ele estiver cozido desfie e tempere de acordo com o seu gosto utilizando as ervas e também os temperos. A couve flor deve ser cozida no vapor, e depois deve ser esfriada em uma peneira.

Em seguida refogue a cebola, o alho, o pimento e o açafrão no azeite. Deixe a couve flor em pedaços pequenos para que ela se junte ao requeijão, depois pegue os produtos que foram refogados e misture tudo.

Metade da couve flor vai em cima, depois é recheada com o frango, e depois mais uma camada de couve flor é posta juntamente com queijo ralado. A mistura deve ser levada ao forno por 30 minutos para ser gratinada.

Berinjela recheada

Ingredientes:

  • 1 berinjela;
  • 50 g de ricota;
  • 1 lata de atum;
  • 1 tomate;
  • 1 cebola;
  • Alho, limão, sal e pimenta a gosto.

Modo de fazer: Abre a berinjela em sentindo transversal para retirar a parte do meio e abrir a cavidade para poder rechear. Pique o miolo tirado juntamente com os outros ingredientes, refogando tudo em uma panela. Fora do fogo misture o que foi refogado com a ricota até virar um patê. Com essa combinação recheie bem a berinjela e a deixe assar no forno por cerca de meia hora.

Crepioca Low Carb

Ingredientes:

  • 2 ovos;
  • 1 colher de sopa de farinha de linhaça;
  • queijo ralado a gosto;
  • 1 punhado de orégano;
  • Pitada de sal.

Modo de fazer: Em um recipiente pequeno misture todos os ingredientes, não se esqueça de bater bem os ovos para a mistura ficar homogênea. Depois despeje a misture em uma frigideira com azeite ou manteiga e deixe dourar os dois lados. Você pode adicionar recheios de queijo, frango ou vegetais.

Lasanha de berinjela

Bateu vontade de uma massa? Que tal preparar essa deliciosa lasanha de berinjela? Para isso você vai precisar,

  • 3 berinjelas grandes;
  • 7 tomates;
  • 1 cebola grande;
  • 2 dentes de alho;
  • 100 gramas de queijo minas do tipo light;
  • 100 gramas de queijo mussarela do tipo light;
  • 500 gramas de patinho moído;
  • Azeite e sal a gosto.

Para fazer será necessário que as berinjelas sejam cortadas em fatias bem fininhas. Depois de cortadas deve ser douradas com um pouco de azeite, deixe por 1 minuto no fogo para que elas amoleçam.

Em outro recipiente você deve dourar o alho e a cebola juntamente com o patinho, até perceber que os ingredientes estão soltinhos e dourado!

Em outra panela os tomates devem ser acrescentados juntamente com o alho e a cebola para que seja feito um molho caseiro.

Depois é a hora de montar nossa receita! Em uma travessa deve ser adicionado uma camada de berinjela, uma de molho de tomate, uma de carne moída, uma de queijo minas e no final uma de queijo mussarela.

Vá fazendo camadas até acabar os ingredientes. Leve ao forno até que os ingredientes fiquem gratinados e prontos para serem servidos.

Salmão especial

Ingredientes:

  • 1 posta de salmão;
  • 1 ramo de tomilho;
  • 1 limão siciliano;
  • 5 folhas de alface do tipo crespo;
  • 1 pé de rúcula;
  • 4 colheres de sopa de azeite;
  • Ervas e tomate cereja a gosto.

Modo de fazer: Corte o salmão o regando com azeite, sal, tomilho e com a rodela do limão, tudo isso em uma papel alumínio que deve ser fechado para ir ao forno por cerca de 35 minutos. Retire do fornão e acrescente as ervas e o tomate.

Com essas receitas vai ficar muito mais fácil seguir a sua dieta!

Links úteis:

Como emagrecer rápido

Quando estamos com uns quilinhos a mais o nosso desejo é sempre emagrecer rápido! Uma das grandes vantagens de e como emagrecer rápido, é manter-se motivado para a mudança de hábitos, já que fica empolgado com os resultados.

Quando passamos por um processo de emagrecimento mais longo, a chance de nos manter-nos motivados diminui, pois os resultados podem não chegar de forma rápida.

Mas é preciso ter cuidado, muitas pessoas que desejam rápidos resultados podem estar prejudicando a sua saúde para que o processo de emagrecimento aconteça.

Não vale a pena cometer as ditas ‘’loucuras’’ de emagrecimento, e por isso em nosso artigo de hoje você vai conhecer as melhores formas de emagrecer rápido, e sem prejudicar a sua saúde. Confira.

Como emagrecer rápido e manter o peso perdido

Como emagrecer rápido com exercícios 

Todo e qualquer exercício emagrece, mas há alguns que conseguem queimar mais calorias do que outros, assim facilitando todo o processo de emagrecimento. Conheça os melhores exercícios para quem deseja emagrecer rápido.

Hidroginástica

A hidroginástica auxilia no processo de emagrecimento porque pode proporcionar a queima de até 600 calorias durante uma hora de exercício. Acredita?

Além disso é um exercício bem gostoso, ideal para quem não gosta de pegar peso ou do ambiente da academia! O processo de emagrecimento acontece porque os movimentos são amplos, e todo o corpo será trabalhado.

Zumba

Zumba - Como Emagrecer Rápido

A zumba é um exercício que sempre envolve a música, e por isso se torna tão gostoso! Cada dia está sendo mais procurada, por se tratar de um exercício eficaz que pode ajudar muito no processo de emagrecimento, e trazer resultados a curto prazo.

Estima-se que uma hora desse exercício pode te fazer perder até mil calorias! Claro que essas quantidades dependem muito de cada pessoa, e do seu organismo, mas já dá pra ter uma boa noção de que perde-se muito por aqui.

Musculação

Musculação - Como Emagrecer Rápido

E pra quem se sente mais motivado em um ambiente de academia, a opção escolhida deve ser a musculação, ou então, comprar os aparelhos em casa.

Mas, a nossa dica é que você seja acompanhado por um profissional nessa prática, pelo menos de início para ir se habituando aos aparelhos e movimentos.

Além disso, em apenas uma hora você pode perder cerca de 500 calorias, mas a boa notícia é que conforme o treino vá ficando mais intenso, essas calorias também aumentam.

Outra grande vantagem da prática da musculação são os benefícios de fortalecimento de ossos, melhorando a resistência dos músculos, e dando uma forma estética mais desenhado ao corpo.

Esteira

Esteira - Corrida - Como Emagrecer Rápido

A esteira é um exercício que pode ser praticado de forma fácil, qualquer academia tem o aparelho, e você pode investir em um para fazer no conforto da sua casa!

Além disso, não há segredos para a prática da esteira. A dica é você ir intercalando as intensidades, se desejar uma maior queima de calorias.

E falando em queima de calorias, na esteira é possível eliminar até 700 calorias!

E se você não quer fazer academia ou investir em uma esteira, corra na rua, tem o mesmo efeito se você fizer de forma mais intensa.

Spinning

Spinning - Como Emagrecer Rápido

E por fim, o último exercício que pode auxiliar no emagrecimento rápido é o Spinning! Exercício que permite a queima de 700 calorias por aula!

A prática consiste em pedalar, mas em uma bicicleta ergométrica, que via simular subidas e descidas.

O exercício tem feito muito sucesso nas academias, tendo um bom recorde de inscrições, pois realmente as pessoas estão vendo resultados satisfatórios ao praticar Spinning.

Não podemos esquecer que todos os exercícios devem ser praticados pelo menos três vezes na semana para que os resultados possam ser vistos! Mas claro, quanto mais você incorporar exercícios na sua rotina, mais fácil vai ser emagrecer, e o melhor, com saúde.

Praticar exercícios é muito importante para a saúde, e trazer diversos benefícios.

Dietas para emagrecer rápido

Quando falamos em dietas para emagrecer devemos pensar naquelas que tem comprovação de rápidos resultados, e que por outro lado não prejudiquem a nossa saúde.

Por isso vamos dar dois exemplos de dietas que podem ser seguidas sem prejudicar a saúde, e com rápidos resultados.

Dieta Low Carb

A Dieta Low Carb está cada dia mais em alta, o motivo é que logo na primeira semana é possível ter bons resultados e ver uma grande mudança em seu corpo.

A dieta é bem restritiva, por isso para conseguir os resultados previstos, é necessário que ela seja seguida a risca! A dieta consiste em cortar a quantidade de carboidratos do nosso consumo diário. E por isso todos os produtos com massa branca, com gorduras saturadas e trans, congelados, processados, industrializados, devem ser cortados.

Basicamente vai sobrar carnes magras, legumes, frutas, verduras, grãos e alguns tipos de queijo e leite. É preciso ter um guia para seguir tudo que pode ou não na dieta.

Lembrando que os resultados são rápidos porque o corpo entra em processo de cetose, assim, queima gordura como se fosse combustível.

Dieta Paleo

Outra dieta que está fazendo sucesso é a dieta Paleo! Ela tem esse nome pois foi inspirada no período paleolítico! Basicamente tudo que não é natural, não deve ser consumido nessa dieta.

Para saber o que pode ou não, você deve – se perguntar se aquele alimento seria possível nos tempos paleolíticos, ou seja, carnes, frutas, verduras, entre outros alimentos naturais são permitidos.

Os alimentos que não se encontrariam na época paleo, não devem ser consumidos por aqui. E como a restrição visa alimentos com alto índice calórico, os resultados podem chegar de forma fácil pra você. 

Cuidados a ter na hora de emagrecer

Os principais cuidados é em relação as dietas. Se você optar por uma delas deve sempre seguir os dias recomendados, por exemplo, se a dieta sugere 3 semanas de restrição, não fique 4 semanas em restrição, não é saudável.

A dieta é algo temporário, nunca foi feita pra ser um plano alimentar pra vida! Além disso deve-se evitar loucuras de pular refeições, ou mesmo deixar de comer, isso não vai te ajudar no processo de emagrecimento, e pelo contrário, vai prejudicar a sua saúde. 

O que pode ou deve comer

Dentro de qualquer plano alimentar para emagrecer é preciso ter um prato bem diversificado! E por isso você deve apostar nas carnes magras, como peito de frango, e peixes, por exemplo.

Alimentos integrais também são bem vindos para manter a sensação de saciedade. Frutas, legumes e verduras são sempre liberados.

E o modo de fazer a comida também deve ser modificado com azeite, óleo de coco, entre outros.

Os alimentos em fibras também ganham o seu espaço dentro de uma alimentação para emagrecer.

O que deve evitar comer

O que deve ser evitado para que o emagrecimento rápido aconteça são os alimentos terceirizados, ou seja, aqueles que não vieram diretamente da natureza, e passaram por algum processo anterior.

Temos exemplos como refrigerantes, sucos de caixinha, bolacha, lasanha congelada, pizza pré aquecida, entre muitas outras coisas. É importante estar sempre atento ao rótulo.

Os doces e a bebida alcóolica também são grandes vilãs do processo de emagrecimento, e por mais difícil que seja, são alimentos que devem ser evitados. 

Manter o peso após emagrecer

Como Emagrecer Rápido

E por fim, é necessário manter o peso após todo esse processo de emagrecimento, para isso vai ser necessário continuar com a sua rotina de alimentação e exercícios, sempre!

Por isso escolha o exercício que você mais gostar, pois ele vai te acompanhar em todo o processo, e depois para manter os quilinhos perdidos.

Quanto a alimentação na manutenção de peso, ela é menos restrita. Você pode comer de tudo, mas é hora de aprender a comer na quantidade certa, e da forma correta.

Emagrecer não é uma tarefa fácil, mas com certeza essas dicas vão te ajudar!

Links úteis:

Dor no pescoço

A dor no pescoço não é nada agradável embora seja comum! Geralmente as causas são ‘’bobas’’ como uma simples tensão muscular naquele dia que nos estressamos no trabalho, ou no dia que dormimos em uma má posição, entre outras posições estranhas que podemos fazer no dia-a-dia.

Mas a dor no pescoço também pode indicar um problema relacionado com causas mais graves, como doenças na coluna, hérnia de disco, infecções como meningite e outras doenças.

Por isso é necessário sempre estar de olho, e se qualquer dor no pescoço persistir por mais de uma semana, o mais indicado é procurar um médico ortopedista. Combinado?

Dor no Pescoço - Causas e Tratamento

O que pode causar dor no pescoço?

  • Tensão muscular: Como vimos no começo do nosso artigo a tensão muscular pode acarretar uma dor no pescoço.

E a tensão muscular pode vir de uma posição errada na hora de ler, estar no computador tomar, e também por quem tem bruxismo. Além das situações de estresse em excesso.

  • Torcicolo: O torcicolo é uma causa bem comum relacionado a dor no pescoço, geralmente ela acontece quando a pessoa tem dificuldade em mexer o pescoço logo que acorda, ou ainda a virar o pescoço para o lado.

É bem fácil identificar a dor causada pelo torcicolo, já que está presente somente em um lado do pescoço.

  • Artrose: A artrose na coluna também conhecida como “osteoartrite’’ consiste em um desgaste da nossa cartilagem das articulações da colune, e isso além de comprometer o movimento de nossas costas, vai causar dor em nosso pescoço.
  • Hérnia de disco cervical: A hérnia de disco cervical é um deslocamento de parte do disco intervertebral, que é uma região entre duas vertebras. Geralmente isso acontece por um desgaste em nossa coluna e também por uma postura incorreta.

Um dos principais sintomas é a dor no pescoço, e em casos mais graves pode acontecer até mesmo dificuldade em movimentar o pescoço. Além de outros sintomas como dores nos braços, ombros, dormência e mais.

  • Após acidentes: Quando ocorrem pancadas no pescoço, como por exemplo, um acidente, os tecidos do nosso pescoço são esticados a medida que nossa cabeça é empurrada pra trás, e isso pode gerar uma bela dor no pescoço. Também bem fácil de identificar, já que a dor vai começar logo após o trauma.
  • Artrite reumatoide: Nesse caso, temos uma doença autoimune que causa uma dor nas articulações e não tem cura. Mas há tratamentos para a melhora da qualidade de vida de quem é diagnosticado com o problema. Entre muitos sintomas a dor no pescoço é um deles.
  • Meningite: A meningite é uma inflamação bem grave nas meninges, membranas responsáveis pelo revestimento do nosso cérebro e medula espinhal. Há diversos sintomas, mas um deles é a rigidez e a dor no pescoço.
  • Câncer: Em casos mais graves, a dor no pescoço pode estar acontecendo por um nódulo que pode ser câncer.

Dor no Pescoço - Causas e Tratamento

Como tratar?

Como vimos a diversas causas para que aconteça a dor no pescoço, em causa de traumas ou de tensão muscular deve-se utilizar uma compressa mornar e ingerir um analgésico para dor.

Quando acontece o diagnóstico de uma doença é importante tratar a doença, para que as dores no pescoço também sumam!

Mas em todos os casos pode ser feito a compressa de água morna, mas nem para todos os casos está liberado o uso do analgésico, por isso em casos de doença deve haver um acompanhamento médico.

Lembre-se que as dores que não passam são preocupantes, e por isso um médico deve ser consultado.

Links úteis:

Referências:

Remédio caseiro para dor de dente

A dor de dente é considerada uma das piores que existem, e elas podem ser mais comuns do que imaginamos, principalmente porque podem ser resultados de várias ações do dia-a-dia.

Em nosso artigo de hoje você vai saber tudo sobre a dor de dente, e como ela pode ser aliviada. Confira. 

Remédio para a Dor de Dente

O que é a dor de dente?

A dor de dente pode ser causada por um dente estragado na boca, mas não é só isso, há vários motivos, mas sempre é uma dor vinda de uma inflamação da polpa do elemento dentário.

Sendo assim, a dor é causa por qualquer agente agressor que consiga atingir o nervo do dente, sendo a cárie a mais comum e conhecida, mas podemos ter dor por doenças de gengiva e traumas, por exemplo.

O que pode ser?

Há diversas hipóteses quanto a dor de dente, como vimos.

A cárie causa dor de dente por desmineralizar o dente, e permitem que as bactérias cheguem perto do nervo, o que causa dor.

Remédio para a dor de dente - Cárie motivo

As doenças periodontais são silenciosas, e atingem a gengiva, o primeiro sinal é a inflamação na gengiva, até mesmo com sangramento e cor mais avermelhada. Quando não tratada pode evoluir e atingir os dentes causando a dor, e até mesmo infecção com pus.

As retratações gengivais podem ser outra causa de dor no dente, já que as gengivas se retraem, podendo expor a raiz, o que vai causar dor no dente, principalmente quando você ingere algo gelado, ou até mesmo pelo ar na boca.

Os traumas dentários também podem ser motivo para dor de dente, o trama acontece quando você bate em algum lugar, por vezes, a dor pode vir depois de meses! Por isso é importante proteger a boca e a deixar em segurança na prática de esportes, por exemplo.  Nesses casos o ideal é fazer um protetor para o dente.

Além disso as crianças e os adolescentes podem ter mais dores no dentes devido as caries, enquanto os mais velhos podem ter mais dor relacionada as periodontais.

Alimentação

E você sabia que a alimentação pode fazer com que você tenha dor no dente?

Uma alimentação rica em açúcar é bem prejudicial para a saúde bucal, por isso pessoas que tem uma alimentação rica em alimentos açucarados pode se conformar em ter dores de dentes de forma constante, ou precisam escovar muito bem os dentes sempre que os alimentos forem consumidos.

Escovação errada

A escovação errada pode ser outro fator que contribui para que o seu dente doa, e por isso a melhor solução é o bochecho, além da pasta de dente, claro. Mas o que acontece é que muitas pessoas se esquecem de utilizar enxaguante bucal, ou mesmo compram a melhor pasta no mercado, e se esquecem de verificar se a sua escova está boa.

Pequenos aspectos como a pasta, enxaguente, escova, e o seu tipo de escovação vão ajudar prevenir a dor de dente. O fio dente também é importante.

Portanto, muitas pessoas que tem uma má higiene bucal, podem ter dor de dente.

Devemos lembrar também que algumas pessoas são mais propensas do que outras a ter caries ou outras doenças, logo, dor de dente. Essas pessoas precisam aprender técnicas de escovação, e quais os melhores produtos.

É grave?

A dor de dente em si não é grave, é chata, e bem incomoda, mas não é considerada grave. Porém, a sua causa pode ser sim, grave.

Muitas pessoas não sabem, mas manter caries nos dentes pode abrir espaço para que diversas doenças aconteçam, sabia? Inflamações e infecções podem estar mais presentes no seu organismo, graças as cáries em questão. Por isso  é preciso estar sempre atento a dor de dente, e tentar procurar um profissional para saber qual é a causa, essa é a melhor maneira de evitar a gravidade da dor, e prejudicar a sua saúde.

Como aliviar a dor?

Para tentar aliviar essa dor chata e persistente você precisa tentar identificar qual dente está dolorido, para verificar se a região encontra – se inflamada ou não, pois como vimos, há diversas causas, e pode até mesmo estar acontecendo o nascimento do dente do siso, que precisa ser retirado.

Para aliviar a dor você pode tentar algumas técnicas, como:

  • Higiene bucal com escovação e passada de fio dental

Muitas vezes as dores são causadas por restos de alimentos, e por isso é importante retirar todos esses restos, para fazer se a dor se alivia. A melhor forma de tirar restos de alimentos é passando o fio dental.

Depois de passar cuidadosamente o fio dental é hora de escovar seus dentes, isso também deve ser feito de forma delicada, para que a dor não piore, evite sempre passar a escova com muita força na região que está dolorida.

Outra forma de aliviar a dor é colocando gelo, faça uma bolsa de gelo e aproxime do seu rosto, perto da região que está dolorido! É preciso ter cuidado para não queima a sua pele, por isso a cobra com pano limpo.

O gelo é uma das formas mais rápidas para o alívio de dor, e esse processo pode ser repetido até 3 vezes ao dia.

E por fim, a melhor forma de aliviar a sua dor é indo até o dentista, já que todas essas formas de alívio podem ajudar no momento, mas não vão funcionar sempre, principalmente se a dor ultrapassar 2 dias, ou se você sentir a presença de pus! Só o dentista nesses casos é que pode fazer algo ou receitar para que a dor passe.

Remédios caseiros para a dor de dente

Há diversos remédios caseiros para dor de dente, entre eles temos,

  • Chá de macela e própolis: Esse chá serve para ser utilizado como bochecho, ele tem propriedades calmantes e também anti-inflmatórias, dessa forma vai ajudar na cicatrização do dente, e também no alivio da dor, já que vai limpar o local que está inflamado. Para realizar a receita coloque 5 gotas de própolis para cada xícara de chá de macela, depois faça o bochecho pelo menos 2 vezes ao dia;

 

  • Água e sal: Outra solução caseira para limpar a boca e combater todos os micro organismos que causam a dor, é misturar 1 colher de chá de sal, em 1 copo de água. Depois, você deve realizar bochecho com a mistura por cerca de 30 segundos, tomando cuidado para que a mistura não seja engolida.

Remédio para a dor de dente

Para casos mais graves é ideal são os remédios analgésicos, como o paracetamol. Mas é importante sempre conversar com um dentista antes de se auto-medicar, pois é necessário tratar a causa e não somente a dor, senão você sempre vai viver a base de remédio.

Aliviar a dor, não significa tratar, por isso é importante procurar ajuda profissional.

Além dos analgésicos os dentistas costumam passar anti-inflamatórios e também anti-bióticos para que a região fique limpa e desinchada. Esses remédios dificilmente são vendidos sem receita, pois precisam ser específicos para o que está acontecendo na sua boca.

Por isso esteja atento a duração e intensidade da sua dor!

Links úteis:

Referências:

Remédio para Infecção urinária

A infecção urinária é uma doença comum, que atinge principalmente as mulheres, mas pode estar presente também em homens! Por vezes ela é silenciosa, e outras vezes é manifestada com sinais mais graves, como sangramento.

Em nosso artigo de hoje você vai saber tudo sobre a infecção urinária, sobre o tratamento, e mais. Confira.

Remédio para Infecção Urinária - Causas e Tratamento

O que é infecção urinária?

A infecção de trato urinário (ITU) é popularmente conhecida como infecção urinária. Trata-se de um quadro de origem infecciosa que atinge qualquer parte do nosso sistema urinário, como os rins, bexiga, uretra e ureteres.

O mais comum é que a infecção atinja toda a parte inferior do trato urinário.

Estima-se que cerca de 30% das mulheres vão apresentar o quadro uma vez na vida, seja na forma leve ou na forma grave. Segundo pesquisas as mulheres tem 50% de chances a mais do que os homens de ter o problema.

O que pode ser ?

A infecção urinária pode ser diversas coisas, e vir de diversos quadros.

  • Gravidez: As mulheres tem grandes chances de ter infecções recorrentes durante a gravidez, isso deve acontecer por conta das alterações fisiológicas das vias urinárias na gravidez. Nas gestantes a infecção pode vir acompanhada de dor em baixo do ventre,  assim como dores para urinar, podendo até mesmo trazer dificuldades respiratórias;
  • Cistite: Temos uma infecção bacteriana na bexiga ou mesmo no trato urinário inferior. Na grande parte dos casos isso acontece por uma bactéria que veio do trato gastrointestinal. A relação sexual pode ser uma das causas da cistite, e as mulheres tem mais chance pela anatomia do corpo;
  • Uretrite: Nesse caso temos uma inflamação ou infecção na uretra! A uretra é o canal responsável por transportar urina da bexiga para fora do corpo, e dessa forma as uretrites são decorrentes também de bactérias do trato gastrointestinal;
  • Pielonefrite: Aqui temos uma infecção no trato urinário que pode acontecer na uretra ou mesmo na bexiga, podendo transitar inclusive, entre um e outro. Senão tratado de forma correta, pode prejudicar bastante os rins, ou mesmo ter acesso a corrente sanguínea e causar efeitos graves e fatais;
  • Infecção nos ureteres: Essa infecção acontece nos canais que levam a urina dos rins até a bexiga.

As causas são muitas! E uma delas pode ser até a forma anatômica de algumas mulheres, isso porque as infecções podem estar mais presentes em pessoas com uretra menor.

Ou seja, o sistema reprodutor feminino por si só apresenta essa característica, fazendo com que a bactéria tenha um acesso mais rápido para chegar a bexiga.

Quem teve vida sexual ativa também pode ter maiores chances de desenvolver infecção urinária, especialmente relações vaginais.

Alguns contraceptivos também podem ser considerados uma das causas para a infecção urinária. Depois da menopausa as infecções podem acontecer com maior frequência, já que há uma baixa no estrogênio, deixando o trato urinário mais vulnerável para ação de bactérias.

Bloqueios no trato urinário também pode ser um grande fator de risco, esses bloqueios são as pedras nos rins e o aumento da próstata.

Ter o sistema imunológico “deficiente’’ também pode fazer com que as bactérias consigam ter um maior acesso ao nosso corpo, assim, causando infecção.

Como relatamos no começo do artigo, nem sempre os sintomas aparecem mas há alguns mais comuns, como:

  • Ardência ao urinar;
  • Necessidade de urinar mesmo depois de voltar do banheiro;
  • Urina escura;
  • Urina com mau cheiro;
  • Urina com sangue;
  • Dor pélvica;
  • Dor no reto;
  • Aumento da frequência de urina;
  • Incontinência urinária.

É grave?

Quanto a gravidade da infecção urinária, depende! Como vimos há diversas formas da infecção se manifestar, e é por isso que qualquer sinal é importante ir até o médico.

Somente exames específicos vão fazer o médico entender o que está acontecendo e te passar o tratamento correto! Por vezes, a infecção não começa de forma grave, mas vai se agravando com o passar do tempo, chegando até mesmo há algo fatal.

Não pela infecção urinária em si, mas pelas complicações, e consequências secundárias que ela pode trazer, por isso é importante estar sempre atento.

Como aliviar a dor?

Se a sua infecção urinária vir acompanhada de dor, o ideal é beber bastante água, isso vai fazer com que a urina se dilua ao máximo, e tantas idas ao banheiro pode fazer com que a bactéria seja expelida do seu corpo.

Portanto, deixe sempre uma garrafinha de água perto de você, e vá bebendo o máximo que conseguir! Também faça isso em um ambiente onde você tenha fácil acesso ao banheiro.

Para aliviar a dor você deve cortar algumas bebidas, como cafés, ou outras bebidas com cafeínas, cítricos e até as bebidas alcoólicas, o consumo dessas bebidas podem aumentar ainda mais sua dor, pois causam irritação na bexiga.

E por fim, outra forma eficaz de aliviar a dor que a infecção urinária pode causar, é aplicando bolsa de água morna na região do abdômen, isso vai fazer com que o desconforto seja minimizado! Assim, você vai sentir – se mais aliviada.

Remédios caseiros para infecção urinária

Há diversos remédios caseiros que você pode manipular para a infecção urinária, entre eles temos:

Uva ursina

Uva Ursina - Remédio para Infecção Urinária

A uva ursina é um antisséptico e também um diurético, e quando misturado com outros ingredientes podem trazer grandes benefícios. Como por exemplo, com a equinácea que tem ação antibiótica, fortalecendo o sistema imunológico, além disso temos o hidrastre, que vai atua como anti – inflamatório.

Para fazer a combinação você vai precisar,

  • 30 ml de extrato de uva – ursina;
  • 15 ml de extrato de equinácea;
  • 15 ml de extrato de hidraste.

Para fazer você vai precisar misturar todos esses extratos, e os colocar em um frasco, agitando para que seja possível ser bem diluído!

Depois de pronto, dilua uma colher de chá desse xarope em um pouquinho de água morna, e beba em seguida. Totalize durante o dia 4 colhares dessa combinação.

A receita não é indicada para mulheres grávidas.

Suco de arando Silvestre

Arando Silvestre - Remédio para Infecção Urinária

Outra forma de remédio caseiro é o suco de arando Silvestre, que é uma ótima opção para a infecção urinária, a receita conta com alta concentração de proantocianidinas que vão atuar para dificultar a aderência da bactéria.

Os ingredientes são:

  • 250 gramas de arando;
  • 1 copo de água.

Você deve tomar até 4 copos dessa receita todos os dias, enquanto os sintomas estiverem presentes.

Medicamentos para infecção urinária

Há também os medicamentos para a infecção urinária que podem ser receitados somente por um médico, e que vai depender da gravidade da infecção, por isso a importância de procurar um profissional especializado.

Além disso o médico pode receitar analgésicos para atuar na dor, e na ardência.

Os medicamentos mais usados para casos de infecção urinária são: Amicacina, Amoxilina, Bactrim, Ceclor, Cefaclor, Cipro, Clocef, Cystex e outros.

Lembrando que todos esses remédios só podem ser comprados com receita médica, então, por mais que tenha algum desses de receita anterior, não se auto – medique. O médico é o único que vai passar com propriedade a dosagem correta, e a duração do tratamento.