Remédio para ansiedade

A ansiedade é considerada uma emoção normal em todos nós seres humanos, sentir – se ansioso é natural, e com certeza você já teve esse sentimento antes.

Geralmente o sentimento de ansiedade está associado com decisões difíceis, uma prova importante, ou mesmo de forma anterior a aquela esperada viagem.

A ansiedade por vezes até é positiva, em algumas situações, pois pode te preparar melhor, e em outros casos, pode te atrapalhar. Tudo depende da forma que ela se manifesta pra você, e como você lida com ela.

A ansiedade quando apresentada de forma excessiva pode vir a se tornar doença, chegando a um distúrbio de ansiedade, ou outras coisas. E pra isso é preciso um tratamento, incluindo ação medicamentosa.

Remédio para Ansiedade

O que é a ansiedade?

Introduzimos a ansiedade como um sentimento global, agora é hora de sabermos sobre os sentimentos ansiosos mais graves.

Pessoas que manifestam ansiedade de forma excessiva apresentam uma grande preocupação, e até mesmo um medo extremo de situações simples do dia-a-dia, além disso a ansiedade vem atrelada a sintomas físicos, que podem atrapalhar todo o dia-a-dia.

Podemos dizer que a ansiedade é algo bem próximo da preocupação, sendo então um aspecto do medo, um temor que as coisas saiam diferente do nosso planejamento, e etc.

Tudo isso pode ser visto como natural, como já citamos! Mas a manifestação de forma exagerada, é que pode causar diversos prejuízos, pois pode começar a surgir medos específicos ou até mesmo medos irreais.

Biologicamente falando, a ansiedade é a resposta do corpo, que indica fuga, mais ou menos como um reflexo. Assim, ela é considerada uma reação ao estresse e também as situações de perigo, e por conta dessa reação biológica é que podemos ter os sintomas físicos.

Veja também: Vertigem – o que é e como tratar

Sintomas de ansiedade

Os sintomas da ansiedade são muitos, e eles que vão atrapalhar o cotidiano de qualquer pessoa, como exemplo temos:

Sintomas psicológicos

Apresenta medo, tensão, nervosismo, sensação de algo ruim prestes a acontecer, problemas de concentração, medo constante, descontrole sobre os pensamentos, preocupação exagerada, pensamentos irreais ou de baixa probabilidade, insônia, irritabilidade, agitação no corpo.

Sintomas físicos

Já os sintomas físicos são marcados por dor no peito, aumento das batidas cardíacas, respiração ofegante, falta de ar, sudorese, tremor em alguma parte do corpo, boca seca, náuseas, sensação de cansaço, fraqueza, tensão muscular, dor de barriga ou diarreia.

Há também a ansiedade que se torna um transtorno do pânico, e nesse caso os sintomas podem ser diferentes, e ainda mais graves.

Muitas pessoas ao saberem sobre a ansiedade querem descobrir o porque são tão ansiosas, mas ainda não há uma resposta concreta contra a isso, mas já sabemos que há alguns fatores envolvidos, como a genética, o histórico familiar, o ambiente ou mesmo algum evento traumático ou muito estressante.

Há também problemas físicos que podem estão diretamente ligados a ansiedade, como dores crônicas, problemas cardiovasculares, problemas respiratórios, abuso de drogas e álcool, ou mesmo infecções!

Todas essas doenças podem trazer a sensação de ansiedade, quando na verdade são sintomas presentes nas doenças em questão, por isso é sempre bom procurar um médico para que o diagnostico diferencial seja feito.

Ansiedade é grave?

Depende. Falar sobre gravidade nesses casos é complexo, pois pode ser que a ansiedade esteja ligada somente aquela fase da vida do sujeito, por exemplo, e quando tudo isso passar a ansiedade vai passar junto.

Também há ansiedades que não apresentam sintomas, ou que a própria pessoa consegue controlar.

Mas também há aquelas de difícil controle, que pode levar a distúrbios ou mesmo a outras doenças psiquiátricas, e nesse caso é considerado grave.

Muitas pessoas banalizam o sentimento ansioso constante, mas é uma doença, é para que não aconteça a evolução é preciso procurar ajuda!

Mediante a tudo isso podemos concluir que a ansiedade é uma doença grave, dependendo de sua manifestação, já que pode atrapalhar a rotina do individuo e a sua qualidade de vida. 

Tem cura?

Uma pessoa que é diagnosticada como tendo ansiedade exacerbada, sendo em distúrbios ansiosos ou mesmo crise do pânico, é uma pessoa que não pode falar de cura.

Qualquer doença psiquiátrica não é considerada como curada. O que pode acontecer é a remissão de sintomas, que podem não aparecer nunca mais, ou que podem aparecer em situações que o cotidiano desencadeou. Mas não pode-se falar em cura.

Mas isso não significa que você vai precisar conviver com a doença pra sempre, e sim em alerta para que novos episódios não aconteçam.

Ansiedade

Como aliviar?

A melhor forma de aliviar a ansiedade é com tratamento médico, se o psiquiatra julgar necessário, meditação, exercícios físicos, exercícios de respiração, e tratamento psicológico.

Cada uma dessas ferramentas vai ter uma atuação para que a ansiedade seja aliviada, ou mesmo para que os sintomas sumam! Por isso é importante investir em uma dessas ações, ou até mesmo em todas.

Remédios caseiros para ansiedade

Se a sua ansiedade é leve e só dá as caras naquele dia antes da prova final você pode fazer soluções caseiras para aliviar os sintomas, e conseguir pensar racionalmente sem sentir ansiedade dentro de si.

Suco de maracujá

Suco de Maracujá

O suco de maracujá é perfeito para acabar com a ansiedade, você pode o tomar diariamente. E a boa notícia é que é super fácil de fazer.

Você vai precisar de:

  • 100 ml de água;
  • 100 ml de polpa de maracujá;
  • Mel a gosto.

Depois bata a polpa de maracujá no liquidificador por cerca de 3 segundos, depois coe para que as sementes fiquem de fora, e coloque a água e o mel.

Como se trata de uma solução natural não tem contraindicações, podendo ser até mesmo utilizado em casos de ansiedade infantil, ou até para complementar os medicamentos receitados.

Erva cidreira

Erva Cidreira

Outra solução caseira e muito importante é a erva cidreira, que é considerada uma planta medicinal para ajudar a acalmar e relaxar o seu sistema nervoso.

Para fazer a solução é precis,

  • 1 colher de chá de camomila;
  • 1 colher de chá erva cidreira.

Para fazer você deve colocar as ervas em um recipiente, cobrir com água fervendo e depois tampar! Quando amornar coe a solução e beba a seguir, durante várias vezes ao dia.

Medicamentos para ansiedade 

Os medicamentos para a ansiedade são vendidos somente mediante receita! É muito importante seguir todas as recomendações do médico psiquiatra quando ao uso desses remédios, pois não são fracos, e necessitam de acompanhamento constante.

Antidepressivos: Sim, os antidepressivos são utilizados para tratar de sintomas e transtornos ansiosos, isso porque ele tem uma boa atuação com a serotonina. Além disso são sugeridos para tratamentos mais prolongados, para que a dependência seja menor.

Ansiolíticos: Os ansiolíticos são medicamentos que vão agir de diversas formas, vai depender do neurotransmissor que atuam.

Os considerados “tarja preta’’ são utilizados na fase mais aguda da doença, para aliviar sintomas físicos, e agir no sistema GABA. O ruim é que esses medicamentos atuam mais nos sintomas, não melhorando a causa da depressão.

Antipsicóticos: E por fim os antipsicóticos podem ser utilizados dentro do período mais crítico de quadros ansiosos, mas também atuam mais nos sintomas do que na causa.

Para tratar a causa o ideal é a psicoterapia!

Links úteis & Referências

https://www.miguellucas.com.br/
https://www.clinicadamente.com/tratamentos/ansiedade/
https://www.saudecuf.pt/mais-saude/doencas-a-z/ansiedade

Pomada para queimaduras

Quem já sofreu de queimadura sabe o quanto é uma lesão chata e dolorida, mas é bem comum, sendo considerada uma das lesões mais comuns feitas de forma doméstica.

A lesão em questão acontece mais em crianças, segundo estatísticas, já que elas podem manusear utensílios fora da presença dos pais! O termo “queimar” é bem mais amplo do que a sensação de queimação em si.

As queimaduras são caracterizadas por lesões cutâneas graves, que faz com que as células sejam afetadas e morram.

A recuperação da queimadura depende das consequências que elas vão ter pra saúde, e também do grau!

Por isso em nosso artigo de hoje você vai saber tudo sobre esse assunto. Confira.

Pomada para queimaduras

O que são e para que servem?

Em primeiro lugar vamos falar sobre as pomadas para queimaduras! As pomadas são compostas por materiais mais gordurosos, assim como a parafina líquida ou a vaselina.

Devido a consistência que apresenta fica difícil espalhar pelo corpo todo, sendo ideal para passar em locais específicos e espalhar somente em pequenas áreas.

As pomadas vão depender da finalidade, já que existem inúmeras, e para diversos casos. No caso das queimaduras elas vão agir para a regeneração da pele, e servem como tratamento. 

O que são queimaduras?

As queimaduras são lesões a pele e em outros tecidos que são causadas pelo calor, pela eletricidade, por substâncias químicas, por atrito ou por radiação.

A maioria dos casos registrados por queimaduras são causadas pelo contato com fogo, ou com objetos que estão bem quentes. O maior fator de risco das queimaduras ocorridas estão na falta de segurança na cozinha, ou mesmo em locais de trabalhos perigosos.

Outra forma de se queimar facilmente é através do uso do álcool e do cigarro. Outra forma de acontecer a queimadura é por automutilação e violência entre as pessoas.

Graus de queimaduras

Graus de queimadura

Existem vários graus de queimadura, a de primeiro grau afeta somente a cama superficial da pele, e são chamadas de primeiro grau. Essas são as mais simples e também as mais fáceis de serem tratadas, pois elas causam somente uma vermelhidão na pele, geralmente elas não vem acompanhadas de bolhas ou mesmo de dores. A dor acontece na hora da queimadura, mas não costuma persistir.

Depois, temos as queimaduras de segundo grau, que são lesões que vão afetar algumas camadas mais profundas e inferiores da pele, assim causando uma profundidade parcial.

Nesse tipo de queimadura as bolhas estão presentes, e isso faz com que fique muito doloroso todo o processo, nesses casos a cicatrização também pode demorar muito mais, podendo chegar até há 8 semanas, e deixar marcas permanentes na pele.

Temos também as queimaduras denominadas de terceiro grau, elas são indolores e a parte queima apresenta-se de forma rígida. Na maioria dos casos onde há queimaduras de terceiro grau, é necessário intervenção médica para que aconteça a cicatrização.

E por fim, temos as queimaduras de quarto grau, que são sem dúvidas as mais graves, atingindo ossos e tendões, essas queimaduras se apresentam na cor preta, e pode levar a perda da parte queimada. Aqui também é necessário acompanhamento médico.

Tratamento de queimaduras

O tratamento necessário vai depender da gravidade da queimadura, as de primeiro grau e segundo grau por se tratarem de algo mais ‘’leve’’ podem ser tratadas com analgésicos, pomadas, soluções caseiras, etc.

As queimaduras mais graves devem ser tratadas no hospital, podendo até mesmo levar a um internamento para que todos os procedimentos hospitalares sejam aplicados. Geralmente essas queimaduras necessitam de tratamentos cirúrgicos, ou mesmo enxertos de pele. Além disso elas geralmente vão precisar de hidratação intravenosa por conta da resposta inflamatória.

As complicações mais comuns de toda e qualquer queimadura são as infecções, principalmente as mais graves, que podem levar a doenças mais graves se as vacinas não estiverem em dia.

Você deve consultar um médico sempre que a queimadura afetar uma grande área da pele, mais de três polegadas! A queimadura que passa pelo rosto, ou em grande parte de partes como:

Joelho, tornozelo, pé, espinha, ombro, cotovelo ou antebraço. 

Queimaduras são graves?

Como podemos ver a gravidade da queimadura depende mais do seu grau. Há aquelas que não vão apresentar nenhum tipo de gravidade, e há aquelas que podem apresentar cirurgias, internações, marcas pra vida toda, e etc. Como vimos anteriormente.

De qualquer forma, mesmo se a queimadura se mostrar pequena ou leve, você deve cuidar imediatamente para que nada aconteça, pois elas podem se transformar em algo mais grave.

Pomadas mais eficazes para queimadura

Para quem deseja fazer o tratamento com pomada há diversas opções dentro do mercado, mas antes é necessário ter certeza do seu grau de queimadura, por isso preste atenção se há bolhas, dor, onde foi queimado, e etc.

Bepantol

A Bepantol é uma pomada bem conhecida para diversas coisas, ela consegue atuar protegendo e nutrindo a pele, assim ela vai ajudar na cicatrização e também vai estimular a regeneração.

Quando aplicar a pomada?

Essa pomada deve ser aplicada em queimaduras de primeiro grau, onde as bolhas não foram formadas.

Precisa de receita médica?

Bepantol é uma pomada que pode ser comprada livremente na farmácia, sem a necessidade de receita médica.

Quanto tempo usar?

Você deve passar a pomada na área queimada até 3 vezes ao dia, por pelo menos 5 dias.

Nebacetin

Essa pomada é composta por dois antibióticos, o sulfato de neomicina e bacitracina, na queimadura elas vão atuar na prevenção do desenvolvimento de bactérias, e também vão ajudar na cicatrização da queimadura.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para os primeiros sinais de infecção, como pus ou mesmo inchaço excessivo.

Precisa de receita médica?

Mesmo com a composição de antibióticos a pomada não necessita de receita médica para ser comprada.

Quanto tempo usar?

Você deve a aplicar de 2 até 5 vezes ao dia, sempre com ajuda de um gaze. Isso deve se repetir por pelo menos 7 dias.

Esperson

O Esperson é uma pomada composta por anti – inflamatório e também por antibiótico. Em sua composição é possível encontrar Desoximetasona e sulfato de neomicina.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para ajudar na cicatrização e também para evitar que infecções aconteçam, além disso é indicada para queimaduras de primeiro grau, somente.

Precisa de receita médica?

Para comprar Esperson não é necessário receita médica.

Quanto tempo usar?

A pomada pode ser passada pela área queima de 1 a 2 vezes durante o dia, e deve ser utilizada por pelo menos 7 dias, ou até que a queimadura melhore.

Dermazine

E por fim, uma forma eficaz de tratar queimaduras é pomada dermazine com ação antimicrobiana, que tem em sua composição Sulfadiazina de Prata.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para que aconteça a prevenção de infecções, e também para que aconteça o auxilio da cicatrização. É indicada para queimaduras de primeiro grau.

Precisa de receita médica?

A pomada não precisa de receita pra ser utilizada.

Quanto tempo usar?

A pomada deve ser usada de 1 a 2 vezes por dia, durante 7 dias.

Como vimos as pomadas são indicadas para queimaduras mais leves, outro tipo de queimadura deve ter sua forma de tratamento adequada.

Veja também:

Vertigem: causas, sintomas, remédios caseiros e tratamentos

Vamos estourar alguns mitos primeiro. Vertigem não significa medo de altura. É uma condição que provoca tontura súbita e intensa e náusea, podendo igualmente causar dor de cabeça.

Num momento você está feliz e, de repente, o mundo ao seu redor começa a girar violentamente. Essa mudança súbita na percepção geralmente leva à perda de equilíbrio, inconsciência, vômito e fadiga.

Vertigem - o que é? Como tratar? Remédios Caseiros e Tratamentos

Pessoas sob um ataque de vertigem ficam instáveis ​​por algum tempo, mesmo após o ataque. Em casos extremos, o paciente não consegue ficar de pé e sente tontura grave por pelo menos meia hora. Embora os ataques de vertigem sejam muito parecidos com tontura ou vertigem, as duas condições são diferentes. A tontura é, de fato, um sintoma de vertigem.

O que causa a vertigem?

A vertigem é desencadeada por algumas condições que podem provocar ataques frequentes. São descritas as causas comuns da vertigem. Para curar a vertigem, você deve primeiro abordar essas causas:

  • Pressão arterial baixa ou alta
  • Níveis elevados de colesterol
  • Endurecimento das paredes arteriais
  • Tumor cerebral
  • Enjôo
  • Diabetes
  • Lesões na cabeça ou pescoço
  • Inflamação do ouvido interno
  • Depósitos de carbonato de cálcio no ouvido

Remédios caseiros para a Vertigem

Como a vertigem causa tontura e náusea súbitas e agudas, você não pode preparar esses remédios caseiros quando está tonto. Pacientes diagnosticados com vertigem fariam bem em ter esses remédios à mão, perto de uma mesa lateral ou do pé da sua cama.

Tanto quanto possível, prepare a cura quando estiver lúcido, para que possa alcançá-la rapidamente quando sentir vertigem. Se você sofre de casos graves de vertigem, causando tontura intensa e náusea, é altamente recomendável que você consulte o seu médico imediatamente.

Óleos Essenciais Para Vertigem

Óleo de hortelã-pimenta para vertigem

Óleo Hortelã Pimenta - Vertigem

Você vai precisar
– 2-3 gotas de óleo de hortelã
– 1 colher de chá de óleo de amêndoa

O que você tem que fazer
1. Misture os dois óleos.
2. Aplique a mistura de óleo na testa e na nuca.

Quando você precisa fazer isso
Use este remédio o mais rápido possível depois que a vertigem começar.

Por que isso funciona
Óleo de hortelã-pimenta é bastante usado para tratar dor de cabeça, náusea e vertigem. Estimula e limpa a cabeça, aliviando os sintomas associados à vertigem.

Óleo de gengibre para vertigem

Óleo de Gengibre - Vertigem

Você vai precisar
– Óleo de gengibre

O que você tem que fazer
1. Aplique uma ou duas gotas deste óleo essencial na nuca, atrás das orelhas e na parte inferior dos pés.

Quando você precisa fazer isso
Como o óleo de hortelã-pimenta, aplique este óleo quando a vertigem começar.

Por que isso funciona
O gengibre é um agente anti-náusea e é usado para aliviar os sintomas de vômitos, tontura e vertigem. Seu exato mecanismo de ação não é claro, mas esse efeito do gengibre pode ser devido às suas propriedades carminativas.

Óleo de toranja para vertigem

Óleo de Toranja - Vertigem

Você vai precisar
– Óleo de toranja
– Difusor

O que você tem que fazer
– Óleo de toranja difuso ao longo do dia.

Quando você precisa fazer isso
– Esta solução simples pode ser usada todos os dias.

Por que isso funciona
– Óleo de toranja não só vai deixar sua casa com cheiro fresco, mas também irá controlar seus sintomas de vertigem.

Óleos de manjericão e cipreste para vertigem

Você vai precisar
– Algumas gotas de óleo de manjericão
– Algumas gotas de óleo de cipreste
– Difusor de sala

O que você tem que fazer
– Adicione uma mistura dos dois óleos essenciais a um difusor e respire a fragrância.

Quando você precisa fazer isso
– Você pode usar esse remédio todos os dias.

Por que isso funciona
– Esta combinação de óleo essencial aumenta o fluxo sanguíneo. Quanto mais oxigênio chega ao cérebro, os sintomas da vertigem começam a desaparecer ( 5 , 6 ).

Óleo de incenso para vertigem

Você vai precisar
– Óleo de incenso

O que você tem que fazer
– Coloque duas gotas de óleo de incenso sob a língua quando tiver um ataque de vertigem.
– Coloque outra gota 30 minutos depois disso.

Quando você precisa fazer isso
– Use este remédio como e quando necessário.

Por que isso funciona
Este remédio funciona bem para a vertigem de infecções de ouvido, estresse e ansiedade. Alivia os sintomas da vertigem, reduzindo o estresse e acalmando o cérebro.

Gengibre Para Vertigem

Gengibre Vertigem

Você vai precisar
– Gengibre ou gengibre doce cru

O que você tem que fazer
– Mastigue um pequeno pedaço de gengibre ou doce de gengibre quando sentir vertigem.
– Se você sentir os sintomas da vertigem com freqüência, é uma boa idéia fazer chá de gengibre e armazená-lo em um recipiente para que você possa beber rapidamente sempre que estiver diante de um surto de vertigem.
– Para fazer chá de gengibre, corte uma raiz de gengibre em pedaços pequenos e adicione cerca de duas ou três fatias a uma xícara de água fervente.

Quando você precisa fazer isso
– Tenha gengibre cru ou chá de gengibre toda vez que tiver vertigem.

Por que isso funciona
– O gengibre é um excelente remédio para tonturas e náuseas. O gengibre é apoiado por estudos científicos e é extremamente eficaz no tratamento da vertigem. A tontura é causada pelo fluxo sanguíneo inibido na cabeça.

Gengibre doce, suco, ou até mesmo gengibre cru pode aliviar tonturas, estimulando o fluxo sanguíneo para o cérebro. Se você tiver crises frequentes de vertigem, considere tomar suplementos de gengibre na forma de cápsulas ou comprimidos.

Sucos Para Vertigem

Sucos Naturais - Vertigem

Você vai precisar
– Suco de gengibre / suco de cenoura / suco de abacaxi / suco de limão / suco de laranja

O que você tem que fazer
– Beba um copo de qualquer um dos sucos mencionados acima, uma vez por dia, exceto suco de gengibre e limão.
– Para suco de limão: Adicione uma colher de sopa de suco de limão a um copo de água. Adicione uma pitada de sal e pimenta preta em pó e beba isso.
– Para o suco de gengibre: Rale o gengibre e extraia o suco. Adicione duas colheres de sopa a uma xícara de água e beba. Você pode adicionar uma pitada de mel para dar sabor.

Quando você precisa fazer isso
– Beba estes sucos saudáveis ​​todos os dias para manter a vertigem afastada.

Por que isso funciona
– Já mencionamos os benefícios do uso do gengibre no tratamento da vertigem. Cenoura, abacaxi e suco de laranja lhe darão a nutrição e energia para lidar com os sintomas de vertigem, especialmente tontura. O suco de limão (em água) é excelente para lidar com náuseas e vômitos devido às suas propriedades anti-náuseas.

Acupuntura para vertigem

Acupuntura - Vertigem

A acupuntura, uma técnica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), é recomendada até pelos médicos da medicina ocidental para o tratamento da vertigem. Essa técnica chinesa acredita em restaurar o equilíbrio do corpo regulando o fluxo de energia no corpo.

A seguir mencionadas são cinco pontos que, quando estimulados, aliviam os sintomas de vertigem e tontura.

Vaso Governador 20 – Também chamado de VG 20, este ponto fica no topo da cabeça. Imagine uma linha subindo do alto da orelha até o centro da cabeça para localizar esse ponto de pressão.

Vesícula biliar 20 e 21 – GB 20 e GB 21 são pares de pontos de pressão localizados na parte de trás do seu pescoço. GB 20 pontos estão localizados logo abaixo da linha do cabelo, em ambos os lados da coluna. GB 21 pontos estão localizados no ponto mais alto dos ombros, diretamente em linha com os mamilos.

O pericárdio 6 – P6 está localizado no antebraço interno, com três dedos abaixo do pulso. É um ponto entre os tendões.

Aquecedor Triplo 17  – TW 17 são pontos de pressão localizados nas profundidades presentes diretamente atrás dos lóbulos das orelhas.

A acupuntura só deve ser realizada por profissionais certificados. Não tente estimular esses pontos de pressão sem supervisão.

Dieta para vertigem

Dieta - Vertigem

Seguir uma dieta saudável e nutritiva é essencial para o funcionamento saudável do cérebro e do corpo. Beba bastante água durante o dia para garantir que todos os fluidos corporais fluam com facilidade e não causem bloqueios que possam causar vertigem. Inclua estes em sua dieta:

  • Diferentes tipos de peixe
  • Pão integral (em vez de pão branco)
  • Sucos vegetais
  • Alimentos ricos em vitamina B3, niacina e potássio
  • Evite os alimentos mencionados abaixo, que foram associados a vertigens desencadeantes ou agravantes no passado:
  • Alimentos salgados (para evitar alto teor de sódio na corrente sanguínea)
  • Alimentos açucarados, como doces, geleia, cana-de-açúcar, bebidas gaseificadas, tortas, bolos, etc.
  • Nozes, amendoim
  • Carnes processadas como calabresa e linguiça
  • Queijo envelhecido, como suíço, mussarela, cheddar e outros
  • Sementes De Abóbora

Exercícios para vertigem

Exercícios simples podem ser feitos diariamente no conforto da sua casa para reduzir a ocorrência e os sintomas da vertigem. Por favor, note que estes exercícios não irão curar o problema.

Exercício Romberg

Com uma cadeira à sua frente e uma parede atrás para o seu apoio, fique em pé com os braços ao lado por 30 segundos. Repita isso cinco vezes. A próxima evolução deste exercício seria ficar de olhos fechados.
Balanço dianteiro e traseiro – Na mesma posição de antes, fique com os pés afastados na largura dos ombros e braços ao lado. Balançar a frente e as costas, deslocando o peso dos seus calcanhares para os dedos dos pés. Não dobre seu quadril. Repita isso 20 vezes.
Balanceamento lateral – Na mesma posição novamente, incline-se da esquerda para a direita sem tirar os pés do chão. Repita isso 20 vezes.
Repita estes exercícios duas vezes por dia. Abaixo mencionado é um exercício que você pode fazer quando você experimenta um ataque de vertigem.

Exercício de Brandt-Daroff

Este exercício é recomendado para aliviar rapidamente os sintomas da vertigem. De uma posição sentada e ereta, mova-se para uma posição deitada de um lado. Seu nariz deve estar apontando para cima em um ângulo de 45 graus. Permaneça nesta posição até que os sintomas desapareçam. Volte para a posição original e faça este exercício por 30 segundos no outro lado também.

Uma mente e um corpo relaxados ajudarão você a lidar com a vertigem com facilidade. Os remédios caseiros listados acima para a vertigem definitivamente ajudarão você a controlar os sintomas e ajudar a recuperação rápida.

Perguntas frequentes sobre a Vertigem

A Vertigem pode ser prevenido?

Sim! Vertigem definitivamente pode ser evitado, seguindo as restrições de dieta mencionadas acima. Mantenha a glicose, o colesterol, a pressão sanguínea e o peso do seu corpo sob controle, ingerindo alimentos menos salgados, menos açucarados e saudáveis.

Sinais e sintomas de vertigem

O principal sintoma de vertigem é a sensação de fiação que você experimenta, mesmo que esteja perfeitamente imóvel. Sinais e sintomas associados incluem:

  • Nausea e vomito
  • Dor de cabeça
  • Visão embaçada
  • Fadiga

Quanto tempo dura a vertigem?

Geralmente dura algumas horas, mas pode ir até um dia também. O alívio de todos os sintomas leva de três a seis semanas.

A vertigem é uma doença invisível. As pessoas ao seu redor não podem ver, mas você sente isso, então você sabe como é. Não se deixe levar pelo inferno que é vertigem. Com estes simples remédios caseiros e dicas, você pode agora tirar a vertigem da sua vida para sempre.

Transtorno Psicossomático: Causas, Sintomas, Tipos e Tratamentos

Hoje vamos falar sobre o transtorno psicossomático. O estresse pode causar estragos não apenas em sua mente, mas também em seu corpo. Há uma razão pela qual os médicos lhe dizem uma e outra vez para não ficarem estressados ​​por causa de pequenos problemas.

Esta recomendação de precaução tem maior importância, especialmente se você estiver doente ou tiver um sistema imunológico fraco. Isso ocorre porque se preocupar com uma doença pode levar a sintomas físicos. Bem, se você não sabia disso, você pode querer ler este artigo.

Muitas vezes ouvimos que a psicologia desempenha um papel vital na cura da doença, e até os médicos concordam com isso. Então, se o nosso estado mental saudável pode nos ajudar a obter alívio, também é provável que a saúde mental ruim possa afetar nosso ser físico. O termo “transtorno psicossomático” é usado para tais condições.

Transtorno Psicossomático

Leia para saber mais sobre eles e como eles estão relacionados à psicologia.

O que é transtorno psicossomático?

O termo “transtorno psicossomático” é usado para uma doença física que é pensada para ser causada ou agravada por fatores mentais. “Psique” refere-se à mente e “somática” refere-se aos sinais e sintomas físicos observados para a doença. Normalmente, a maioria das doenças é psicossomática, pois tem componentes mentais e físicos

Esses distúrbios podem não estar presentes da mesma maneira em todos os indivíduos. Dependendo da sua mentalidade e temperamento, uma doença física, como uma erupção cutânea ou psoríase, pode incomodá-lo o suficiente para deixá-lo deprimido e doente. No entanto, outro amigo com uma condição semelhante pode não se sentir tão deprimido ou doente como você. O inverso também pode ser verdadeiro. Por exemplo, alguém com depressão pode não comer o suficiente ou nada. Assim, condições mentais também podem levar a doenças físicas.

Os distúrbios psicossomáticos incluem doenças como eczema /dermatite, úlceras estomacais, hipertensão, psoríase e até doença cardíaca. De fato, um estudo concluiu que a depressão e a ansiedade são diretamente responsáveis ​​por doenças como o infarto do miocárdio.

Vamos agora olhar para os sinais e sintomas físicos do distúrbio psicossomático.

Sintomas do Transtorno Psicossomático

Agora que sabemos que os distúrbios psicossomáticos geralmente começam na mente, vamos examinar os sintomas dessa condição. Tem muitos sintomas, incluindo:

  • Frequência cardíaca acelerada
  • Palpitação (batendo no coração)
  • Náusea
  • Tremores
  • Dor
  • Boca seca
  • Transpiração
  • Dor no peito
  • Respiração rápida
  • Desmaio
  • Excesso de fadiga
  • Um nó no estômago
  • Respiração rápida
  • Problemas neurológicos
  • Queixas gastrointestinais

Causas do Transtorno Psicossomático

Como condições mentais como depressão, ansiedade e estresse desencadeiam sintomas físicos não é totalmente claro. A pesquisa ainda está em andamento para doenças específicas para entender a ligação entre a psique e os sintomas.

Alguns relatos concluem que o aumento da atividade do impulso nervoso quando você está ansioso, deprimido ou estressado pode ser um dos fatores que contribuem para os sintomas físicos. Às vezes, liberações de adrenalina e epinefrina também podem desencadear sintomas físicos quando você está ansioso.

Existem muitos estudos, e um estudo recente sobre como o estresse causa doenças entre enfermeiras concluiu que o burnout é uma das principais causas de sintomas de desordens psicossomáticas como acidez, dor nas costas, dor no pescoço, esquecimento e raiva.

Com base na causa do estresse e como ele está se caracterizando, os transtornos psicossomáticos são divididos em diferentes tipos. Estes são dados abaixo.

Tipos de transtornos psicossomáticos

Principalmente, distúrbios psicossomáticos e outras formas graves são causadas por estresse emocional. Eles estão divididos nestes sete tipos:

#01 – Transtorno Somatoforme Indiferenciado – Neste tipo, você experimenta um ou mais sintomas (dor, fadiga, perda de apetite e sintomas gastrointestinais) por um período mínimo de seis meses.

#02 – Transtorno de Somatização – Os sintomas incluem dor, sintomas sexuais, sintomas gastrointestinais, sintomas neurológicos, sintomas menstruais e fadiga. Visto em pessoas entre 18 e 30 anos de idade, que experimentam esses sintomas por anos sem qualquer explicação para eles.

#03 – Transtorno somatoforme não especificado – Pacientes acreditam falsamente que estão grávidas devido a sinais como término da menstruação, movimento fetal, dores de parto, náusea, etc.

#04 – Transtorno de Conversão – Os sintomas incluem incapacidade de produzir um som, ataques súbitos de doença, inconsciência, queda das pálpebras superiores, perda de sensibilidade em uma ou mais partes do corpo e problemas de visão.

#05 – Transtorno de Ansiedade da Doença (Hipocondria) – Os pacientes temem que eles tenham uma doença perigosa que irá causar grandes danos ao seu corpo. Eles costumam visitar vários médicos para provar isso.

#06 – Transtorno da Dor – Os sintomas incluem dor em uma ou mais partes do corpo por longos períodos, sem qualquer explicação.

Nota: Condições como CFS e fibromialgia, embora não possam ser detectadas com testes, não são simplesmente psicossomáticas.

#07 – Transtorno Dismórfico Corporal – As pessoas afetadas sentem que seu corpo está defeituoso e muitas vezes recorrem a tratamentos cosméticos para melhorar sua aparência.

O estresse emocional é frequentemente uma das principais causas desses distúrbios. Então, sabemos como o estado de espírito pode afetar nosso corpo. O que ainda não sabemos é como tratar essa condição.

Como a doença não é física, ao contrário dos sintomas, deve haver um equilíbrio entre o tratamento emocional e físico das pessoas afetadas. Aqui estão as opções de tratamento recomendadas para distúrbios psicossomáticos.

Como tratar o transtorno psicossomático

  1. Ioga
  2. Medicação
  3. Terapia de jejum
  4. Hipnose
  5. Terapia Comportamental Cognitiva

1. Yoga para Transtornos Psicossomáticos

Yoga

De acordo com a Ayurveda, o yoga inclui exercícios de meditação e relaxamento que podem ajudar a controlar distúrbios psicossomáticos. Como esses transtornos são desencadeados por condições mentais, como ansiedade e estresse, participar de atividades que impedem o estresse, como a ioga, pode ajudar a aliviar esses problemas mentais.

Exercícios de respiração simples e asanas que relaxam sua mente podem ser praticados diariamente.

Yoga tem um efeito calmante sobre o corpo e torna você mais consciente e aceitando a si mesmo e ao seu redor. Experiências mostraram que o yoga é tão eficaz quanto as drogas quando se trata de transtornos psicossomáticos.

2. Medicação para Transtornos Psicossomáticos

Geralmente, medicamentos específicos são prescritos por médicos em geral para aliviar alguns dos sintomas físicos. A maioria dos médicos também recomenda pacientes para psicólogos / psicoterapeutas para terapia, pois os remédios só fornecem alívio temporário.

É provável que uma pessoa ansiosa sofra uma recaída dos sintomas físicos, e o tratamento da raiz psicológica é necessário. Os diferentes tipos utilizados para o tratamento são antidepressivos tricíclicos (TCA), inibidores de recaptação de serotonina e noradrenalina (SNRI), antipsicóticos atípicos, inibidores de recaptação de serotonina (ISRS) e medicamentos fitoterápicos.

Diferentes combinações de drogas são prescritas por especialistas, dependendo da idade do paciente, intensidade da doença, duração e capacidade de resposta ao tratamento.

3. Terapia de Jejum para Transtornos Psicossomáticos

Um tratamento bem conhecido no Japão, a terapia de jejum alivia com sucesso os sintomas físicos e psicológicos em pacientes com transtornos psicossomáticos. De acordo com essa terapia, o sistema nervoso autônomo e o sistema endócrino são regulados pelo processo de jejum. 

Como resultado, o corpo restabelece seu equilíbrio tanto para a saúde mental quanto para a saúde física.

4. Hipnose para Transtornos Psicossomáticos

Hipnose

Enxaquecas, asma e problemas gastrointestinais observados com distúrbios psicossomáticos são frequentemente tratados com hipnose. Este método de tratamento visa encontrar a solução para os sintomas físicos no subconsciente do paciente.

A hipnoterapia de longo prazo pode funcionar efetivamente para resolver as emoções subjacentes e impedir que a psique afete o corpo e os sintomas do desenvolvimento. Raiva, medo e problemas de dependência foram resolvidos com sucesso com esta terapia no passado.

5. Terapia Comportamental Cognitiva Para Transtornos Psicossomáticos

De acordo com a terapia cognitivo-comportamental (TCC), a forma como reagimos a uma situação depende muito de como a percebemos. Os pensamentos de um indivíduo estão integrados com suas emoções, sensações físicas, comportamento e também com o ambiente.

E isso direciona a forma como os indivíduos se comportam em uma situação particular e como seu processo de pensamento influencia seu estado físico. Quando essa ideologia é usada para tratar distúrbios psicossomáticos, ela ajuda os pacientes a pensar de forma holística e a aliviar suas ansiedades relacionadas à saúde. Grande sucesso foi alcançado quando a TCC foi incluída com cuidados médicos padrão em diferentes conjuntos de ensaios.

Mesmo casos de somatização severa mostraram melhora.

Seu estado de espírito é o que agrava ou acalma sua condição física. Assim, a psicologia desempenha um papel importante na cura de uma doença e até mesmo durante o início da doença, em primeiro lugar. Então, da próxima vez que você ficar desnecessariamente estressado, lembre-se de que o estresse e a ansiedade podem levar a algo mais perigoso do que um sentimento temporário de raiva, depressão ou frustração. Manter o estresse e a ansiedade à distância são os principais objetivos.

Compartilhe este post com seus amigos e familiares e conte-lhes sobre os efeitos nocivos de se preocupar demais. Por favor, compartilhe conosco quaisquer experiências de transtornos psicossomáticos ou quaisquer técnicas que você usa para se livrar da ansiedade.