Pomada para queimaduras

Quem já sofreu de queimadura sabe o quanto é uma lesão chata e dolorida, mas é bem comum, sendo considerada uma das lesões mais comuns feitas de forma doméstica.

A lesão em questão acontece mais em crianças, segundo estatísticas, já que elas podem manusear utensílios fora da presença dos pais! O termo “queimar” é bem mais amplo do que a sensação de queimação em si.

As queimaduras são caracterizadas por lesões cutâneas graves, que faz com que as células sejam afetadas e morram.

A recuperação da queimadura depende das consequências que elas vão ter pra saúde, e também do grau!

Por isso em nosso artigo de hoje você vai saber tudo sobre esse assunto. Confira.

Pomada para queimaduras

O que são e para que servem?

Em primeiro lugar vamos falar sobre as pomadas para queimaduras! As pomadas são compostas por materiais mais gordurosos, assim como a parafina líquida ou a vaselina.

Devido a consistência que apresenta fica difícil espalhar pelo corpo todo, sendo ideal para passar em locais específicos e espalhar somente em pequenas áreas.

As pomadas vão depender da finalidade, já que existem inúmeras, e para diversos casos. No caso das queimaduras elas vão agir para a regeneração da pele, e servem como tratamento. 

O que são queimaduras?

As queimaduras são lesões a pele e em outros tecidos que são causadas pelo calor, pela eletricidade, por substâncias químicas, por atrito ou por radiação.

A maioria dos casos registrados por queimaduras são causadas pelo contato com fogo, ou com objetos que estão bem quentes. O maior fator de risco das queimaduras ocorridas estão na falta de segurança na cozinha, ou mesmo em locais de trabalhos perigosos.

Outra forma de se queimar facilmente é através do uso do álcool e do cigarro. Outra forma de acontecer a queimadura é por automutilação e violência entre as pessoas.

Graus de queimaduras

Graus de queimadura

Existem vários graus de queimadura, a de primeiro grau afeta somente a cama superficial da pele, e são chamadas de primeiro grau. Essas são as mais simples e também as mais fáceis de serem tratadas, pois elas causam somente uma vermelhidão na pele, geralmente elas não vem acompanhadas de bolhas ou mesmo de dores. A dor acontece na hora da queimadura, mas não costuma persistir.

Depois, temos as queimaduras de segundo grau, que são lesões que vão afetar algumas camadas mais profundas e inferiores da pele, assim causando uma profundidade parcial.

Nesse tipo de queimadura as bolhas estão presentes, e isso faz com que fique muito doloroso todo o processo, nesses casos a cicatrização também pode demorar muito mais, podendo chegar até há 8 semanas, e deixar marcas permanentes na pele.

Temos também as queimaduras denominadas de terceiro grau, elas são indolores e a parte queima apresenta-se de forma rígida. Na maioria dos casos onde há queimaduras de terceiro grau, é necessário intervenção médica para que aconteça a cicatrização.

E por fim, temos as queimaduras de quarto grau, que são sem dúvidas as mais graves, atingindo ossos e tendões, essas queimaduras se apresentam na cor preta, e pode levar a perda da parte queimada. Aqui também é necessário acompanhamento médico.

Tratamento de queimaduras

O tratamento necessário vai depender da gravidade da queimadura, as de primeiro grau e segundo grau por se tratarem de algo mais ‘’leve’’ podem ser tratadas com analgésicos, pomadas, soluções caseiras, etc.

As queimaduras mais graves devem ser tratadas no hospital, podendo até mesmo levar a um internamento para que todos os procedimentos hospitalares sejam aplicados. Geralmente essas queimaduras necessitam de tratamentos cirúrgicos, ou mesmo enxertos de pele. Além disso elas geralmente vão precisar de hidratação intravenosa por conta da resposta inflamatória.

As complicações mais comuns de toda e qualquer queimadura são as infecções, principalmente as mais graves, que podem levar a doenças mais graves se as vacinas não estiverem em dia.

Você deve consultar um médico sempre que a queimadura afetar uma grande área da pele, mais de três polegadas! A queimadura que passa pelo rosto, ou em grande parte de partes como:

Joelho, tornozelo, pé, espinha, ombro, cotovelo ou antebraço. 

Queimaduras são graves?

Como podemos ver a gravidade da queimadura depende mais do seu grau. Há aquelas que não vão apresentar nenhum tipo de gravidade, e há aquelas que podem apresentar cirurgias, internações, marcas pra vida toda, e etc. Como vimos anteriormente.

De qualquer forma, mesmo se a queimadura se mostrar pequena ou leve, você deve cuidar imediatamente para que nada aconteça, pois elas podem se transformar em algo mais grave.

Pomadas mais eficazes para queimadura

Para quem deseja fazer o tratamento com pomada há diversas opções dentro do mercado, mas antes é necessário ter certeza do seu grau de queimadura, por isso preste atenção se há bolhas, dor, onde foi queimado, e etc.

Bepantol

A Bepantol é uma pomada bem conhecida para diversas coisas, ela consegue atuar protegendo e nutrindo a pele, assim ela vai ajudar na cicatrização e também vai estimular a regeneração.

Quando aplicar a pomada?

Essa pomada deve ser aplicada em queimaduras de primeiro grau, onde as bolhas não foram formadas.

Precisa de receita médica?

Bepantol é uma pomada que pode ser comprada livremente na farmácia, sem a necessidade de receita médica.

Quanto tempo usar?

Você deve passar a pomada na área queimada até 3 vezes ao dia, por pelo menos 5 dias.

Nebacetin

Essa pomada é composta por dois antibióticos, o sulfato de neomicina e bacitracina, na queimadura elas vão atuar na prevenção do desenvolvimento de bactérias, e também vão ajudar na cicatrização da queimadura.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para os primeiros sinais de infecção, como pus ou mesmo inchaço excessivo.

Precisa de receita médica?

Mesmo com a composição de antibióticos a pomada não necessita de receita médica para ser comprada.

Quanto tempo usar?

Você deve a aplicar de 2 até 5 vezes ao dia, sempre com ajuda de um gaze. Isso deve se repetir por pelo menos 7 dias.

Esperson

O Esperson é uma pomada composta por anti – inflamatório e também por antibiótico. Em sua composição é possível encontrar Desoximetasona e sulfato de neomicina.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para ajudar na cicatrização e também para evitar que infecções aconteçam, além disso é indicada para queimaduras de primeiro grau, somente.

Precisa de receita médica?

Para comprar Esperson não é necessário receita médica.

Quanto tempo usar?

A pomada pode ser passada pela área queima de 1 a 2 vezes durante o dia, e deve ser utilizada por pelo menos 7 dias, ou até que a queimadura melhore.

Dermazine

E por fim, uma forma eficaz de tratar queimaduras é pomada dermazine com ação antimicrobiana, que tem em sua composição Sulfadiazina de Prata.

Quando aplicar a pomada?

A pomada deve ser aplicada para que aconteça a prevenção de infecções, e também para que aconteça o auxilio da cicatrização. É indicada para queimaduras de primeiro grau.

Precisa de receita médica?

A pomada não precisa de receita pra ser utilizada.

Quanto tempo usar?

A pomada deve ser usada de 1 a 2 vezes por dia, durante 7 dias.

Como vimos as pomadas são indicadas para queimaduras mais leves, outro tipo de queimadura deve ter sua forma de tratamento adequada.

Veja também:

Dorflex precisa de receita

O Dorflex é um medicamento muito utilizado em nosso dia-a-dia. Mas você sabe para que serve? A melhor forma de tomar? E o seus possíveis efeitos colaterais?

Tudo isso são informações de extrema necessidade. Pois até um medicamento que parece nocivo pode trazer prejuízos para a nossa saúde.

Além disso a auto – medicação não é recomendada e pode ser uma prática perigosa. O ideal é sempre estar em consultas com profissionais da saúde como médicos e farmacêuticos.

O nosso artigo de hoje tem caráter informativo, nele você vai saber um pouco mais sobre o medicamento Dorflex. Confira.

Dorflex precisa de receita?

O que é?

Dorflex é um fármaco anticolinérgico relaxante muscular, com baixa atividade anti histamínica. Também antagonista dos receptores colinérgicos.

Precisa de receita?

O Dorflex pode ser comprado sem receita, porém só deve ser usado através de uma indicação médica.

Para que serve?

Por ser um medicamento analgésico e relaxante muscular, o remédio pode ser utilizado para o alivio de dor de cabeça tensional, dores de contraturas musculares. Todos esses processos podem ser traumáticos ou inflamatórios.

Quem pode tomar?

O Dorflex pode ser tomado por pessoas a partir dos 12 anos de idade. Não devendo ser administrado em crianças menores de 12 anos, grávidas ou mulheres em fase de amamentação, pessoas com glaucoma, úlcera, péptica estenosante, hipertrofia prostática ou acalasia no esôfago.

Além disso pacientes que apresentem miastenia grave, doenças metabólicas como portifiria aguda do fígado intermitente ou mesmo deficiência congênita. Pacientes com problemas na medula óssea ou doenças do sistema hematopoiético também não devem fazer uso do Dorflex.

Pacientes que já tem histórico de reações alérgicas de outros analgésicos podem ter maiores chances de terem reações.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do uso da medicação são:

  • Boca seca;
  • Redução ou aumento do ritmo cardíaco;
  • Batimentos irregulares;
  • Palpitação;
  • Sede em excesso;
  • Diminuição do suor;
  • Dificuldades em urinar;
  • Visão embaçada;
  • Pupila dilatada;
  • Aumento da pressão do olho;
  • Fraqueza;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Prisão de ventre;
  • Sonolência;
  • Reação alérgica com coceiras;
  • Alucinações;
  • Agitação;
  • Tremor;
  • Irritação intestinal;
  • Dor no estomago;
  • Sensação de estômago cheio.

É importante ressaltarmos que nem todas as pessoas tem efeitos colaterais, enquanto outras pessoas podem ter um desses ou mais de um. A presença de efeito colateral em que toma os medicamentos tem relação com diversos fatores.

Além disso há os efeitos colaterais que raramente acontecem, como:

  • Distúrbios cardíacos;
  • Distúrbios do sistema imunológico;
  • Distúrbios da pele e tecido subcutâneo;
  • Distúrbios do sangue e sistema linfático;
  • Distúrbios vasculares;
  • Distúrbios renais e urinários;
  • Distúrbios gastrointestinais.

Como tomar?

O remédio deve ser somente utilizado por adultos. É vendido em comprimidos e também em gostas. Para adultos a dose indicada é de 1 a 2 comprimidos que podem ser tomados de 3 a 4 vezes ao dia, com ou sem alimentos. Pode – se tomar ½ a 1 copo por via oral.

Já quem optar pela versão em gotas pode ingerir de 30 a 60 gotas, de 3 a 4 vezes por dia. Nunca deve – se ultrapassar as 240 gotas diárias do medicamento.

Os alívios dos sintomas chegam em torno de 30 minutos após a ingestão do remédio.

É importante seguir todas as recomendações sobre o uso do Dorflex, mesmo sendo um remédio muito utilizado, há efeitos colaterais e grupos não indicados, como podemos conferir em nosso artigo.

Terconazol precisa receita

Em nosso artigo de hoje você vai conhecer mais sobre a pomada chamada Terconazol, o que ela é, para que serve, indicações, entre outros. Confira. 

Terconazol precisa de receita

O que é o Terconazol?

Terconazol é um agente antifúngico com um amplo aspectro. Ele é ativo contra o fungo “Cancidada Albicans’’. O medicamento atua inibindo a formação da membrana do fungo. O medicamento é popularmente conhecido como Gyno – Fungix.

Para que serve?

O medicamento serve para tratar infecções ginecológicas causadas por fungos, como é o caso da candidíase, que é bem comum em mulheres, e pode inclusive acontecer diversas vezes durante a vida.

O medicamento vai eliminar os fungos do organismo para que aconteça a diminuição de sintomas como coceira e irritação da vagina.

Terconazol Precisa de receita prescrição médica?

O medicamento não precisa de receita para ser comprado. Mas é importante saber exatamente de qual fungo e / ou bactéria estamos falando, e entender o porque foi contraído até a vagina.

E para isso convém uma consulta ginecológica, onde o uso da pomada pode ser devidamente indicado por um médico ginecologista.

Quem pode tomar?

Mulheres diagnosticadas com fungos, do tipo candidíase e outros.

Quem não pode tomar?

O medicamento não pode ser utilizado por mulheres que apresentam gravidez de risco ou então estão em fase de lactação.

Além disso, pessoas que apresentaram qualquer hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula também não devem fazer uso do medicamento.

Efeitos colaterais

Há alguns efeitos colaterais ao utilizar essa pomada para o tratamento de fungos. Mas nem todas as mulheres adquirem esses efeitos, e há algumas que podem apresentar a maioria.

Há alguns efeitos colaterais mais propensos que outros, por exemplo.

  • Reação alérgica grave: Em alguns casos a pessoa pode adquirir alergia bem grave a pomada, apresentando coceira e vermelhidão na parte vaginal, e em outros partes do corpo;
  • Doença cutânea: A doença cutânea faz com que a camada superficial da pele se solte em lâminas;
  • Gravidez: Mulheres que estão em uso do medicamente devem estar atenta, pois a base oleosa do medicamente pode danificar diafragmas contraceptivos ou preservativos com borracha e látex;
  • Coceira leve na região vaginal;
  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Sensação de ardor.

Como tomar?

É importante ressaltar que o uso do medicamento deve ser feito de forma vaginal. Pela vulva ou intravaginal, não é indicado o uso oral.

A pomada deve ser passada com ajuda de um aplicador preenchido por inteiro, com aproximadamente 5 gramas do creme. O tratamento deve ser feito por cerca de 5 dias seguidos.

Para aplicar vai ser necessário que você retire a tampa da bisnaga da pomada e depois perfure o lacre da bisnaga introduzindo o pino perfurante da tampa.

Depois coloque o aplicador na boca da bisnaga, fazendo com que ele alcance a pomada, preencha o aplicador por inteiro.

Para isso coloque seu aplicador em uma posição horizontar, apertando a base da sua bisnaga com o dedo, sempre forçando a entrada da pomada até o aplicador, tomando cuidado para não exceder.

Depois você deve retirar o aplicador e fechar a sua pomada. Para aplicar você deve introduzir o aplicador em sua vagina, o mais profundo que conseguir, isso tem que ser feito de uma maneira calma e delicada.

Todo o conteúdo do aplicador deve ser aplicado na vagina de uma só vez.

Estima-se que em cerca de 3 dias os sintomas já vão ser aliviados.

O tratamento não deve ser interrompido, somente se acontecer alguma sensibilidade ou sintomas como febres e calafrios durante o tempo de tratamento.

Veja também:

Pomada vaginal sem receita – Tioconazol

Procura pomada vaginal sem receita? Em nosso artigo de hoje nós vamos trazer informações sobre a pomada vaginal Tioconazol. Confira. 

Pomada Vaginal Sem Receita - Tioconazol

O que é o Tioconzal?

O tioconazol é um agente antifúngico sintético que tem um amplo espectro e que age em atividades antibacterianas contra uma série de micro organismos.

Para que serve?

O tioconazol é um creme dermatológico que possui atividade fungicida contra dermatófitos, leveduras e outros fungos patogênicos. Sendo utilizado para infecções cutâneas por fungos suscetíveis e de bactérias principais em diversas doenças, inclusive candidíase (o que é a Candidíase?). 

Precisa de receita?

Não precisa de receita. Mas como é utilizado para várias doenças com bactérias diferentes o médico tem que diagnosticar qual bactéria é, o tempo de tratamento, e também se o medicamento é a melhor opção.

Quem pode tomar?

Todas as pessoas que estiverem com bactérias e fungos em diversas regiões do corpo, como pés, joelhos, axilas, e outras extremidades.

Quem não pode tomar?

O medicamento não é indicado para pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer composto que está na fórmula do medicamento (confira sempre o boleto).

Além disso grávidas e mulheres em período de lactação não devem fazer uso desse remédio.

As mulheres grávidas podem fazer uso somente quando o médico liberar e ver que é extremamente necessário para o caso. Mulheres lactantes devem interromper a amamentação na hora, se o médico julgar que o melhor tratamento é através dessa medicação.

O uso em crianças e também em idosos podem ser feitos de forma normal, não tendo nenhuma indicação em especial para esses grupos.

Efeitos colaterais

O medicamento pode apresentar alguns efeitos colaterais, mas é importante ressaltar que nem todas as pessoas que fazem o uso da medicação são ‘’perturbadas’’ por esses sintomas. Além disso há sintomas que podem ocorrer de forma isolada em algumas pessoas, por isso não vão estar relatados na bula.

Todos os sintomas pós uso da pomada devem ser relatados ao médico, que vai julgar ser ou não normal, e indicar se o tratamento continua.

Alguma das reações são:

  • Reação alérgica: A reação alérgica nesses casos pode ser leve, como pode ser bem intensa. A alergia pode estar presente na área de aplicação da pomada, ou em outras áreas. Sempre presente de forma vermelha e com bastante coceira.
  • Bolhas;
  • Dermatite;
  • Pele seca;
  • Problemas na unha (inflamação, descoloração);
  • Irritação da pele.

Ainda não há nenhuma evidência que essa pomada possa interagir com outros medicamentos e causar efeitos colaterais.

Como tomar?

O medicamento é um creme e deve ser utilizado como tal, não indicado em hipótese alguma o uso oral.

O medicamento deve ser aplicado de forma calma e delicada nas áreas afetadas, deve – se passar pelo menos 2 vezes ao dia, de preferência de manhã e a noite.

Em áreas do corpo que possuem dobras deve – se aplicar camadas mais finas, e bem espalhadas.

Na região vaginal a forma de aplicação deve ser ainda mais suave.

O tempo de tratamento vai depender bastante da doença e da bactéria que estamos tratamento. Alguns podem ser tratados em 7 dias, enquanto outros podem demorar cerca de 6 semanas.

Em caso da aplicação do remédio para a vagina estima – se que o tempo de tratamento é maior, durando cerca de 2 até 4 semanas. Mas seja para o que for o tratamento o alívio dos sintomas pode ser visto logo nos primeiros dias de uso.

Além disso, por ser um produto dermatológico não existe dose máxima diária para ser aplicada nas regiões.

Qualquer sintoma percebido após o uso deve ser relatado para que o tratamento pare. Não pare o tratamento sem a indicação do médico.

Neosaldina precisa de receita

A Neosaldina é um medicamento muito utilizado no cotidiano. Mas é muito importante sabermos sobre os medicamentos que tomamos, como é sua ação, para que servem, e também as contra indicações.

Além disso é preciso estar atento a questão da auto medicação. Os medicamentos devem sempre ser administrados sobre recomendação de um médico.

Neosaldina - Precisa de Receita? Para que serve e efeitos colaterais

O que é a Neosaldina?

Neosaldina é um medicamento analgésico que tem ação da dipirona, do isometepteno e da cafeína. Todos esses componentes juntos que vão fazer a ação necessária para o alívio dos sintomas.

Para que serve?

A Neosaldina como funciona de forma analgésica, diminuindo a dor e também de forma antiespasmódica diminuindo a contração involuntária, é indicado para tratar diversos tipos de dor de cabeça, inclusive a enxaqueca.

Além disso o medicamento pode ser utilizado para o tratamento de diversos tipos de cólica. Após a sua ingestão os sintomas devem ser aliviados em cerca de 15 a 30 minutos, e pode durar por cerca de 4 a 6 horas, quando a ingestão é feita via oral.

Quem pode tomar?

Pessoas saudáveis, acima dos 12 anos de idade podem fazer uso de Neosaldina em forma de comprimido.

Pessoas saudáveis, acima de 1 ano da idade podem fazer uso de Neosaldina em gotas.

Quem não pode tomar

O medicamento não é indicado para pessoas que tem alergia ou intolerância de qualquer componente que está na fórmula de neosaldina.

Pessoas com pressão alta não devem fazer uso dessa medicação quanto estão em crise com a pressão. Pessoas com alterações na qualidade do sangue, ou com doenças metabólicas como deficiência congênita ou porfiria.

Além disso mulheres grávidas ou que estão amamentando não devem fazer o uso do medicamento durante esse período.

Pessoas que sofrem de alterações do sono devem evitar utilizar o medicamento a noite, por conta da cafeína.

Pessoas com problemas nos rins ou no fígado também devem estar mais atentos ao uso desse remédio. Bem como pacientes que fazem uso de medicamentos anti – depressivos.

Os diabéticos não devem fazer uso do medicamento em comprimido pois contém açúcar. Deve – se solicitar o medicamento em gotas e sem açúcar.

Neosaldina - Comprimidos e Gotas

Efeitos colaterais

Algumas pessoas podem apresentar reações fazendo o uso do medicamento, algumas são mais comuns e outras mais raras. Ainda há pessoas que não apresentam qualquer efeito colateral.

A Neolsadina pode causar:

  • Alergia na pele;
  • Queda da pressão sanguínea;
  • Queda da temperatura do corpo;
  • Urticária;
  • Náuseas;
  • Suor;
  • Feridas na boca, no nariz ou na região anal;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Em pacientes com histórico de doenças nos rins pode acontecer a diminuição temporária das funções dos órgãos. Além de inflamação;
  • Crise de asma também podem ser observadas em pacientes mais propensos.

Como tomar?

Como citamos, maiores de 12 anos podem fazer o uso do medicamento em comprimido. Nesse caso deve – se tomar em dose única de 1 a 2 comprimidos, a cada 6 horas, no máximo por 4 vezes ao dia. Nunca ultrapasse 8 comprimidos diário.

No caso de gotas é necessário colocar em uma colher antes, nunca na boa direto (em caso de crianças).

  • Crianças de 1 a 13 anos devem tomar uma dose única de 8 a 14 gotas, sendo no máximo 56 gotas ao dia.
  • Crianças de 4 a 6 anos devem tomar de 15 a 18 gotas, no máximo 72 gotas por dia.
  • Crianças de 7 a 9 anos devem tomar de 20 a 27 gotas. Nunca ultrapassando 108 gotas.
  • Crianças de 10 a 12 anos devem tomar de 29 a 36 gotas, sem ultrapassar 144 por dia.
  • Crianças de 13 a 14 anos devem tomar de 38 a 45, sem passar as 180.
  • E a partir dos 15 anos e os adultos devem tomar de 30 a 60 gotas, sem ultrapassar 240.

Precisa de receita?

Não! A Neosaldina é um medicamento que não precisa de receita para ser comprado, porém, é recomendado que o seu uso tenha sido indicado por um médico.

Toragesic precisa de receita

Temos recebido muitas questões sobre se o Toragesic precisa de receita, então decidimos criar este artigo para esclarecer todas as vossas dúvidas sobre este medicamento.

Ninguém quer passar o dia cheio de dores, seja dor lombar, de dentes ou até mesmo de cabeça. É algo que afeta o nosso dia a dia e é capaz de nos afetar no trabalho ou escola.

O Toragesic é conhecido por ser um anti-inflamatório com resultados bastantes positivos quando se trata de aliviar dores fortes. Mas será que este medicamento milagroso precisa de receita?

Leia também sobre quem o pode ou não tomar, pois, ele é conhecido por ter vários efeitos colaterais e perigosos se não for aconselhado para você.


O que é o Toragesic?

O Toragesic é anti-inflamatório e analgésico capaz de combater qualquer dor aguda.

Para além de não ser uma medicação de alto custo, os seus efeitos são bastante rápidos e notórios.

Pode ler a seguir para que serve realmente este medicamento, se o Toragesic precisa de receita e quem pode e não pode tomar ele.


Para que serve?

Tal como referido anteriormente, o Toragesic serve para o tratamento de dores agudas.

É um medicamento que alivia qualquer dor em poucos minutos e está aconselhado para o tratamento de dores causadas por inflamação, como por exemplo, inflamação da garganta, coluna, gengiva e dores depois de uma cirurgia.

No entanto, é bastante conhecido por aliviar dores agudas, sejam elas moderadas ou severas, como uma dor de cabeça.

Tem sido bastante reconhecido também no tratamento de enxaquecas de longa duração.


Quem pode tomar o Toragesic?

Toragesic precisa de receita

Este medicamento pode ser utilizado em crianças com idades superiores a 2 anos, não tem idade máxima.

Está disponível em comprimidos sublinguais apenas para o uso adulto.

No entanto, existe solução oral tanto para o uso adulto como para pediátrico.


Quem não pode tomar Toragesic?

Como qualquer medicamento, o Toragesic tem as suas contraindicações.

O grupo que não está aconselhado a tomar ele ainda é grande e deve ser respeitado por todos, pois os seus efeitos colaterias poderão ser perigosos e causar pioria no seu estado de saúde.

No entanto, aconselhamos sempre que visite o seu médico se tem alguma questão sobre se deve ou não tomar o Toragesic e informe ele sobre se toma alguma medicamento diariamente, pois esses pequenos detalhes são muito importantes.

Preparamos então uma lista para você sobre quem NÃO pode tomar o Toragesic:

  • Pessoas com polipose nasal e asma brônquica
  • Pacientes que tomem outros anti-inflamatórios ou medicamentos com anticoagulantes
  • Pacientes que têm ou tiveram alguma úlcera no estômago
  • Mulheres grávidas ou que ainda estejam a amamentar
  • Pacientes que têm tendência para sangramentos, que já sofreram algum no sistema gastrointestinal
  • Pacientes que têm ou tiveram sangramento no cérebro por rompimento de uma veia
  • Alérgicos a algum dos seus componentes
  • Pacientes que não tenham os níveis de sangue equilíbrados
  • Pacientes desidratados
  • Administração de epidural ou intratecal
  • Pacientes que fizeram cirurgias e correm altos riscos de sangramento

Como pode ver, este medicamento não é aconselhável para muitas pessoas, se faz parte dessa lista NÃO TOME  o Toragesic.


Efeitos colaterais

Devido ao Toragesic ter muitos efeitos colaterais, vamos apenas indicar os mais comuns.

Contudo, leia o folheto informativo com bastante atenção e se tiver alguns dos efeitos colaterais pare imediatamente de o tomar, pois, pode ser perigoso e causar outro tipo de problemas no seu organismo.

Veja agora nesta lista quais os efeitos secundários do Toragesic:

  • Náuseas, vômitos, diarreia e desconforto abdominal
  • Sangramento gastrointestinal
  • Convulsões, suor em excesso e boca seca
  • Depressão, insônia e cansaço
  • Reações psicóticas e alucinações
  • Inflamação dos rins e dificuldade em urinar
  • Inchaço, ganho de peso, coceira na pele e hipertensão
  • Palidez, vermelhidão na face e batimentos cardíacos lentos
  • Vertigens, perda de audição e feridas com sangramento

Os seus efeitos colaterais são um pouco assustadores, no entanto, assim que parar de tomar o medicamento os seus efeitos passarão dentro de 48 horas.


Toragesic precisa de receita?

Finalmente, chegamos à verdadeira questão. Será que o Toragesic precisa de receita?

Sim, o Toragesic precisa de receita. Contudo, deixamos esta parte para o fim para que as pessoas pudessem ler todas as informações, especialmente os efeitos colaterais.

Devido às várias contraindicações, este medicamento deve ser tomado APENAS sob prescrição médica.

Os seus efeitos secundários são graves e podem chegar mesmo a ser fatais, devido a alguma reação alérgica.

Se não pode ir ao seu médico e esclarecer todas as suas dúvidas, o melhor será mesmo optar por outro medicamento.


 Como tomar

O Toragesic está disponível apenas em comprimido. Durante a sua toma não é aconselhável que o mastigue ou que o parta a meio, se necessário o melhor será mesmo tomar junto com um copo de água.

A sua utilização não deverá ultrapassar os 5 dias e caso não veja nenhum resultado efetivo, deverá terminar o tratamento e procurar ajuda de um médico especialista.

Apesar de que só um médico especialista lhe poderá indicar qual a dose diária exata para o seu caso, iremos mostrar qual a dosagem que é normalmente recomendada.

  • Para pacientes dos 2 aos 65 anos – tomar 10 a 20 mg em apenas uma dose diariamente ou 10 mg de 8 em 8 horas.
  • Para pacientes com mais de 65 anos – tomar 10 mg de 6 em 6 horas ou de 8 em 8 horas.

No entanto, os pacientes com idades entre os 2 e os 65 anos nunca deverão consumir mais de 90 mg por dia, pois isso é considerado superdosagem. Para pacientes com mais de 65 anos, não deverão ultrapassar os 60 mg.


Se não ficou bem esclarecido sobre alguma parte deste artigo sobre se o Toragesic precisa de receita, o melhor será consultar o seu médico.

Contudo, devido aos efeitos colaterais e ao grupo alargado de pessoas que não devem tomar o Toragesic, aconselhamos sempre que visite o seu médico e lhe pergunte se este medicamento é o mais adequado para o seu problema.

Apesar dos bons efeitos deste medicamento, o Toragesic precisa de receita, pois se for tomado sem o aconselhamento de um profissional de saúde, os seus efeitos poderão ser mortais.

Links úteis:

<< Voltar para o inicio

Gino Canesten precisa de receita

Gino Canestem é um dos produtos mais famosos para o tratamente da candidíase, devido à sua eficácia e rapidez. No entanto, será que o Gino Canesten precisa de receita?

A candidíase é uma das infeções genitais mais conhecidas, que afeta tantas as mulheres como os homens.

No entanto, encontrar um bom medicamente a sua cura nem sempre é facil. Até ao aparecimento do Gino Canesten, que veio ajudar muita gente a curar-se.


O que é o Gino Canesten?

Vamos então começar por explicar melhor o que é o Gino Canesten, que consiste num creme antifúngico, e para que serve realmente.

Sendo a candidíase uma infeção complicada, um dos sintomas mais comuns é a coceira na parte genital.

A melhor forma de tratar essa infeção é começando pela parte interna e depois passar para a parte da infeção externa.

Sendo que este medicamento faz exatamente isso, rapidamente e com resultados bastante positivos.

A forma mais comum do Gino Canesten é em creme, no entanto também existe em comprimido. Sendo que o creme atua no local, fazendo com que o tratamento seja muito mais rápido e preciso.

Mas será que este o Gino Canesten precisa de receita? Ele parece realmente um medicamento milagroso, descubra mais à frente se vende sem prescrição médica ou não.


O que é a candidíase?

Apesar de ser uma infeção bastante comum, sendo que 3 em cada 4 mulheres têm candidíase uma vez na vida, nem todos sabem do que realmente se trata, para além de ser um fungo.

O fungo que origina este infeção chama-se Candida, mais conhecido como fungo Candida albicans.

Este fungo faz parte de uma flora vaginal saudável e todas as mulheres o têm, apenas em pequenas quantidades.

No entanto, quando o organismo sofre algum problema, como estress ou baixa imunidade, esse fungo aumenta, levando então à infeção.

Sendo a região genital uma zona quente, torna-se mais fácil para esse fungo se propagar. Na maior parte dos casos, o tratamento é simples, usando o Gino Canesten.


Gino Canesten precisa de receita?

 

Chegamos então à parte que ainda muita gente se questiona. Será que o Gino Canesten precisa de receita?

A resposta é não, este antifúngico não necessita de receita.

Sendo que é um tratamento tão simples e não exige dosagem elevada, ele está disponível na maioria das farmácias e até mesmo na internet. No entanto, tenha muito cuidado ao comprar de um site que não conheça, pois existem muitas falsificações que lhe podem piorar ainda mais o seu problema.

Procure sempre dirigir-se a uma farmácia, pois eles terão sempre o Gino Canesten original.


Como utilizar Gino Canesten

Sendo que o Gino Canesten não precisa de receita, a sua aplicação e utilização é bastante fácil.

No entanto, isso depende do tipo de Gino Canesten que comprar. Pois pode ser adquirido em comprimido ou em creme vaginal.

Gino Canesten 1 – Comprimido

Este tipo de medicamento é de apenas uma única utilização e vem acompanhado com um aplicador.

  1. Comece por lavar bem as suas mãos e puxar o êmbolo do aplicador.
  2. Coloque o comprimido dentro do aplicador, mas faça deixe o lado arredondado metade para fora.
  3. Introduza o aplicar profundamente dentro da sua vagina.
  4. Empurre totalmente o seu êmbolo, para o comprimido ficar dentro da vagina.
  5. Retire o aplicador e jogue ele fora.

O Gino Canesten 1 é aconselhável que seja aplicado à noite, antes de se deitar.

Gino Canesten 3 – Creme

O Gino Canesten 3 é em forma de creme e existe em dois formatos. Está disponível para a utilização durante 3 dias e durante 6 dias.

A duração do tratamento depende do estado da Candidíase. O melhor será perguntar na farmácia qual o melhor para o seu problema, eles lhe indicarão se deverá comprar para utilizar durante apenas 3 dias ou durante 6 dias.

Ele vem também acompanhado de um aplicador, facilitando a sua utilização.

  1. Comece por lavar as mãos e depois puxar até ao fim o êmbolo do aplicador.
  2. Abra a bisnaga e encha o máximo que puder o aplicador.
  3. Introduza ele dentro da vagina e empurre até esvaziar.
  4. Retire o aplicador e jogue ele fora.

Este tratamento deverá ser feito uma vez por dia durante 3 ou 6 dias. O mais aconselhável, tal como o comprimido, é fazer ele antes de se deitar.

No entanto, se tiver infeção também nos lábios vaginais, o melhor é aplicar uma pequena camada duas vezes ao dia, durante duas semanas até que desapareça.


Se ainda tiver alguma dúvida sobre o Gino Canesten ou sobre como o utilizar, não hesite em perguntar na sua farmácia pois eles podem explicar a você tudo direitinho.

Esperamos ter respondido à sua questão sobre se Gino Canesten precisa de receita e sobre como o utilizar.

É realmente um tratamento simples, rápido e com excelentes resultados.

Leia com bastante atenção o folheto que acompanha o seu medicamento e nunca deixe nenhuma dúvida por esclarecer.

Links úteis:

<< Voltar para o inicio

Metronidazol precisa de receita

Temos recebido vários e-mails a perguntar se o Metronidazol precisa de receita e decidimos então criar este artigo para vos ajudar e esclarecer todas as vossas dúvidas. Iremos também mostrar para que é usado este medicamento e quais os possíveis efeitos secundários.

É sempre importante verificar se o Metronidazol necessita de receita para evitar o pior.

Sendo um medicamento bastante conhecido as pessoas assumem que os efeitos secundários são leves e que pode ser tomado por toda a gente. No entanto, isso não é verdade e há um grupo bem grande que não está aconselhado a utilizar ele.


O que é o Metronidazol?

Metronidazol precisa de receita

O Metronidazol é um antibiótico bastante conhecido por todo o país, principalmente por ter uns resultados bastantes positivos.

É utilizando no tratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, aliviando os sintomas. Ele evita que a produção e que a infeção se espalhe para outras partes do corpo.

O nível de dores provocadas pelas DST varia de caso para caso, sendo que algumas pessoas têm dores muito agudas e outras quase nem sentem nada.


O Metronidazol tem efeito rápido?

Tal como qualquer medicamento, todos desejamos que tenham um efeito rápido e eficaz.

O Metronidazol é conhecido por aliviar rapidamente a dor e ser eficaz na maior parte das infeções vaginais, como o trichomonas vaginalis, a vaginose bacteriana e a gardnerella vaginalis.

Este tipo de infeções são um pouco dificeis de combater se não usar o medicamento certo e podem provocar infeções noutros orgãos, como o fígado e ovários.

Para além do seu efeito rápido, é um antibiótico que previne problemas mais graves provocadas pela infeção. Pois estas bactérias são conhecidas por provocar danos permanentes na nossa saúde


Metronidazol precisa de receita?

Vamos então ao que interessa neste artigo, será que Metronidazol precisa de receita?

A resposta é sim, este antibiótico milagroso necessita de receita, pois são várias as pessoas que não o devem utilizar e os medicamentos que toma diariamente podem influenciar na sua eficácia.

Mais à frente poderá ler sobre para quem não está aconselhado o uso do Metronidazol, podendo ver se está enquadrado nesse grupo ou não.

Umas das grandes vantagens deste antibiótico é que as pessoas com alergia à penicilina podem usá-lo, com pouco risco de efeitos secundários.


Quem pode tomar Metronidazol?

Este comprimido é aconselhado para mulheres com idade superior a 18 anos e que sofram de uma infeção vaginal. Normalmente em mulheres que sofrem de vaginose bacteriana e trichomonas vaginalis.


Quem NÃO deve tomar este medicamento!

Agora que já vi que metronidazol precisa de receita é importante verificar quando deve ou não tomar esta medicação.

Apesar de ele poder ser utilizado por grande parte das mulheres, ele não é aconselhado se tiver algum dos problemas que iremos mostrar a seguir.

Se tiver alguma alergia ao Metronidazol, nunca o deverá utilizar.

Ele não está aconselhado para grávidas ou mulheres que ainda estejam a amamentar. Apesar de não terem sido revelados efeitos nos fetos, só é mesmo aconselhável se não houver mais nenhuma solução.

Pois o medicamento é excretado juntamente com o leite materno e, posteriormente, pode afetar o seu bebê.

Se sofre de algum dos seguintes problemas, NÃO use o Metronidazol:

  • Anemia
  • Doença de Crohn
  • Epilepsia
  • Doença hepática
  • Desordens nervosas

Para além desses problemas, se estiver também a tomar alguns dos seguintes medicamentos, NÃO é aconselhável o uso dele:

  • Contraceptivos orais (ex. pílula)
  • Dissulfiram
  • Ciclosporina
  • Lítio
  • Cimetidina
  • Fluorouracilo

Como o Metronidazol necessita de receita, terá que marcar uma visita no seu médico e ele poderá lhe aconselhar melhor sobre se pode ou não utilizar este comprimido. Não se esqueça de o informar sobre os medicamentos que toma diariamente e se tem algum problema de saúde.


Quais os efeitos colaterais?

É raro este medicamento provocar efeitos colaterais e devido ao seu tratamento ser curto, os efeitos também têm pouca duração.

Contudo, há sempre quem sofra efeitos secundários. Então vamos mostrar quais os mais comuns:

  • Vômitos
  • Diarreia e náuseas
  • Dores abdominais
  • Perda de apetite
  • Sonolência
  • Erupções cutâneas

Como qualquer medicamente, não é aconselhável o consumo de álcool, pois provoca efeitos colaterias bastante graves e deve esperar até 48 horas após terminar o tratamento para voltar a consumir.


Como tomar o Metronidazol

Comprimidos

Este antibiótico é normalmente tomado com uma dose baixa. O tratamento costuma durar 7 dias, tomando 3 comprimidos por dia.

No entanto, apenas um profissional de saúde poderá lhe indicar exatamente durante quanto tempo tomar e a quantidade. Pois depende da tolerância de cada paciente, de como está a infeção e se Metronidazol é o mais adequado para o seu problema.

No entanto, a forma mais comum de tomar ele é:

  • Apenas uma dose única de 200 mg
  • Durante 10 dias, 250 mg duas vezes ao dia;
  • Durante 7 dias, 400 mg duas vezes ao dia.

Custo do Metronidazol

Outras das grandes vantagens deste antibiótico é o baixo custo.

Dependendo da dosagem e da quantidade que trás. O preço começa dos R$ 5.59 até aos R$ 16.33 sendo bastante acessível para qualquer pessoa.

Apenas o seu médico poderá lhe indicar exatamente qual o mais indicado para você.

O preço de venda também pode variar de laboratório para laboratório e da quantidade que tem a embalagem e ainda a sua dosagem.


Esperemos que este artigo tenha esclarecido as suas dúvidas em relação a este medicamento.

Como pode confirmar ao longo do artigo, o Metronidazol precisa de receita sim, mas devido à sua eficácia e baixo custo, o melhor é mesmo dirigir-se ao seu médico.

Pois não precisa de estar a sofrer e correr o risco da infeção se espalhar e tornar ainda mais grave o problema.

Não se esqueça também de lhe referir se tem alguma das doenças indicadas anteriormente e quais os medicamentos que toma diariamente.

Leia também com bastante atenção o folheto que acompanha o medicamento e se notar que teve algum dos efeitos secundários o mais aconselhável e mesmo parar de tomar e dirigir-se ao seu médico, contando o que sentiu.

Não tente comprar o antibiótico, pois Metronidazol precisa de receita obrigatória, se tentar tomar sem falar com o seu médico os efeitos secundários poderão ser muito perigosos.

Links úteis:

<< Voltar para o inicio

Nistatina precisa de receita? Veja a resposta!

A Nistatina é um dos cremes vaginais mais eficientes do mercado, ela é normalmente utilizada para o tratamento da candidíase vaginal, mas também é utilizada para outros fins.

Os seus efeitos rápidos e eficazes tem lhe dado uma fama enorme, ela cura de forma rápida e segura os mais variados problemas relacionados com a vagina.

Ela é considerada um antifúngicos e antibiótico, é de origem bacteriana.

Neste artigos vamos esclarecer alguns dos temas mais procurados relacionados com este medicamento, assim como: o que é, para que serve e se precisa de receita médica para ser comprado nas farmácias.

Nistatina vende sem prescrição médica

O que é a Nistatina?

Nistatina é um medicamento antifúngico utilizado para tratamento de lesões suscetíveis a este medicamento. Wikipedia

A Nistatina existe como creme vaginal ou medicamento oral. Acima falamos acerca do creme pois é o mais utilizado entre as mulheres visto que tem um efeito bastante positivo.

Ela deve ser utilizada durante 14 dias seguidos, uma vez por dia.

Caso opte pela opção oral terá de bochechar durante alguns segundos antes de engolir.

Veja também: Células epiteliais na urina. Causas e tratamento

Nistatina precisa de receita médica?

O creme vaginal não precisa de qualquer tipo de receita para ser comprada. Visto isto poderá comprar em qualquer farmácia perto de si, não lhe será pedida qualquer tipo de receita.

Os medicamentos apenas precisam de receita quando afetam o sistema nervoso, ou seja, medicamentos mais perigosos que podem ter efeitos secundários um pouco mais assustadores.

Nistatina vende sem prescrição médica?

A Nistatina vende sem prescrição médica sim. Lembramos apenas que não deve comprar nenhum tipo de medicamento sem consultar a opinião do seu médico primeiro.

A utilização dos medicamentos deve ser feita apenas quando recomendado por um médico e/ou especialista.

Lembramos que não deve tomar nenhum tipo de comprimido/creme antes de ler o folheto informativo.

Esteja também atento/a aos sintomas secundários, assim que algum deles se manifeste pare de tomar.

Em último recurso recomendamos que utilize a Intermédica para marcar consulta para deste modo obter outros medicamentos através da recomendação de um médico certificado.

Poderá gostar:

<< Voltar para o inicio